Notícias

Postado às 07h15 | 28 dezembro 2021 |

Sindsaúde denuncia superlotação em UPAs de Natal e cobra prefeito Álvaro Dias

Unidades de pronto atendimento (UPA) de Natal estão superlotadas nesta segunda-feira (27). Relatos de servidores da saúde apontam que, especialmente por causa do surto de gripe, as emergências das unidades estão muito procuradas, o que tem levado à sobrecarga de trabalho dos profissionais.

Fotos e vídeos mostram que a situação é mais dramática nas UPAs de Pajuçara, Cidade da Esperança e Satélite. A maior parte dos pacientes apresenta sintomas gripais. Na UPA Satélite, profissionais de enfermagem estão adoecendo e, segundo o sindicato dos servidores (Sindsaúde), “é considerável o número de baixas no serviço, tanto pelas infecções quanto pela própria sobrecarga de trabalho que prejudica à saúde”.

“Um dos meus piores plantões nesses quase três anos de UPA. Lotação total. Muitos sintomas gripais. Me senti um lixo o dia inteiro. Parecia que eu tinha de ser um robô com capacidade de estar em vários lugares ao mesmo tempo para dar conta das demandas. Não consegui nem beber água”, desabafa uma servidora da UPA Cidade da Esperança.

A categoria reclama, ainda, da gestão do prefeito Álvaro Dias (PSDB). Segundo o Sindsaúde, o prefeito “tortura” trabalhadores do município que estão na linha de frente.

“São comuns as denúncias que recebemos sobre os cortes de gratificações que obrigam os servidores a lidarem com a sobrecarga de trabalho ainda com o salário defasado. Isso é uma vergonha. Desvalorizados, doentes e sobrecarregados. É assim que se encontram os trabalhadores do Município de Natal. Convidamos o senhor prefeito a estar presente em uma dessas unidades citadas nesta matéria para ver com seus próprios olhos se houve ou não a tão falada ‘diminuição no número de atendimentos’”, aponta o sindicato.

Procurada, a Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS) ainda não se pronunciou sobre as reclamações do sindicato.

Portal 98 FM

​ ​