Política

19 de maio de 2022

MDB, PSDB e Cidadania definem Tebet como a pré-candidata da terceira via, diz site

Lideranças partidárias de MDB, PSDB e Cidadania sacramentaram na reunião desta quarta-feira (18) o nome da senadora Simone Tebet (MDB-MS) como a pré-candidata do grupo à Presidência da República.

A decisão foi tomada após a apresentação de uma pesquisa encomendada pelos partidos que apontou "maior potencialidade" da pré-candidatura da senadora.

Mas o nome dela só será oficialmente anunciado após aprovação das comissões executivas dos partidos, em reuniões separadas marcadas para a próxima terça-feira (24), e após a resolução das divergências internas do PSDB.

Entre os dirigentes partidários, houve consenso de que Simone Tebet é mais competitiva porque, segundo apontou a pesquisa, tem menor rejeição; baixa taxa de conhecimento — o que significa maior potencial para conquistar eleitores; e forte identificação com o eleitorado feminino.

Além disso, avaliam como um "trunfo" o fato de Tebet ser a única pré-candidata mulher entre os grandes partidos — a outra é Vera Lúcia, mas do pequeno PSTU.

A pressa agora será para fechar rapidamente a aliança a fim de que Tebet possa ser apresentada publicamente como a alternativa a Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), que lideram, respectivamente, as pesquisas de intenção de voto.

Antes disso, porém, será necessário resolver o impasse no PSDB. João Doria, escolhido nas prévias de novembro do ano passado, rejeita desistir da pré-candidatura.

Para o ex-governador, a pesquisa avaliada nesta quinta pelos dirigentes dos três partidos é somente um "pretexto" para afastá-lo da disputa. Ele também reclamou por não ter sido convidado para a reunião da cúpula e das bancadas do PSDB nesta terça em Brasília.

"Não fui convidado para a reunião da Executiva do PSDB. Fizeram isso sem o resultado da pesquisa. Como fazer uma reunião antes de ter a pesquisa?", questionou.

Em caso de confirmação do nome de Tebet como a pré-candidata da terceira via, o nome preferido para ocupar a posição de vice é o do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Com informações do G1