Notícias

Postado às 09h30 | 16 dezembro 2020 |

OMS alerta que atividade física pode evitar milhões de mortes por ano

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou, ao lançar linhas orientadoras para a área, que até 5 milhões de mortes por ano poderiam ser evitadas no mundo com um aumento da atividade física. Com isso, a instituição reforça as orientações sobre a importância da prática de exercícios na prevenção de doenças e também para manter a qualidade de vida. A OMS defende ainda que o combate ao sedentarismo deve ser praticado em todas as idades até mesmo por pessoas que têm algum quadro clínico mais condicionante. 

''Sabemos que essa informação é correta. A prática de atividade física é recomendada com orientação e acompanhamento médico, sendo fundamental na prevenção de patologias e na diminuição dos índices de mortalidade, por exemplo, em pacientes com doenças cardiovasculares'', ressalta o Dr° Nelson Mendes do Sistema Hapvida. A Organização sugere, nesse contexto, que devem ser destinadas pelo menos cinco horas, por semana, para atividade aeróbica moderada a vigorosa, no caso dos adultos.

''O sedentarismo tem seus sintomas como falta de energia, fadiga, irritabilidade, alterações de humor e as pessoas chegam a se queixar até de problemas no sono. Ao inserir os exercícios físicos no dia a dia é uma mudança de vida completa.  O nosso cérebro produz endorfinas nesses períodos de movimentação que causam sensação de prazer e bem-estar'', afirma o especialista. 

De acordo os dados da OMS, um em cada quatro adultos não pratica exercício físico suficiente, o mesmo se passando com quatro em cada cinco adolescentes. Inclusive, a organização defende que toda a atividade física é benéfica e pode ser feita de várias formas, desde o desporto até exercícios no dia a dia, a jardinagem, a caminhada ou a dança.  

''A alimentação e atividade física são os pilares para uma vida longa e saudável e as recomendações abrangem todas as idades. O ideal, para os idosos, por exemplo, é incluir na rotina atividades que estimulem o equilíbrio e a coordenação, bem como o fortalecimento muscular, para ajudar a prevenir quedas e melhorar a condição física, que influencia diretamente a saúde. O alerta da OMS também destaca que realizando o exercício diário há uma maior prevenção e o controle de doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e câncer'', finaliza. 

​ ​