Arquivo SA

Postado às 10h45 | 25 fevereiro 2021 |

Feira de fotografia online apresenta obras de 20 fotógrafos até o dia 28/02

Pela primeira vez o Margem Hub de Fotografia realiza uma feira de fotografia totalmente online. É a Mostra Refúgios, que reúne trabalhos de 20 fotógrafos de várias partes do país. A ideia surgiu justamente para dar visibilidade para o trabalhos desses artistas visuais em um momento que a pandemia impede a realização de mostras presenciais. A seleção especial de trabalhos, feitos com a curadoria de Paula Lima, pode ser vista no link https://www.margemfoto.com/mostrarefugioscompra

Os trabalhos estão disponíveis para compra até o próximo domingo, 28. Neste data, uma live para para encerramento da feira está prevista para às 16h, com a participação de Paula Lima e da artista visual potiguar Sophia Bauchwitz, realizadora da feira Duna de Arte Contemporânea e que também tem obra em exposição na Mostra Refúgios. O encontro online acontece no Instagram @margemfotohub. 

Com obras com preços mais acessíveis que as mostras presenciais tradicionais, os trabalhos presentes na Mostra Refúgios tentam criar com o público um olhar de familiaridade e segurança, como aquele que buscamos nos refúgios do nosso dia a dia. Repletas de nostalgia e sonho, as 20 fotos trazem conforto fazendo os espectadores mergulharem nas suas próprias memórias ao analisarem cada imagem. A feira é um dos projetos selecionados pela Lei Aldir Blanc, e conta com apoio da Prefeitura do Natal e do Governo Federal.

A mostra tenta fazer uma conexão entre os refúgios apresentados por cada um dos 20 artistas com o nosso próprio refúgio, o nosso lar, de onde os trabalhos serão apreciados. Ressaltando o papel fundamental da arte para garantir reflexão e leveza em tempos de distanciamento social e agravamento da pandemia.

“Neste momento, nós passamos a ter noção de nossas casas como um de nossos principais refúgios. Passamos uma considerável parte do difícil ano de 2020 reclusos aos nossos lares, construindo nosso refúgio cotidiano e transformando por completo nossas rotinas. É certo que passar por toda essa experiência teria sido ainda mais turbulento sem a presença da arte que embalou nossos dias, noites e momentos de contemplação. Desse modo, esperamos que a seleção especialmente composta para a Mostra Refúgios - Feira de Fotografia possa contribuir como mais um espaço de levar arte a diversos lares: direto do nosso para o seu refúgio.”, explica Paula Lima no texto que apresenta a mostra no site do Margem Hub.

A feira de fotografia online reúne o trabalho de fotógrafos do Rio Grande do Norte, Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, São Paulo e da Argentina. Uma oportunidade para conhecer trabalhos que dificilmente passariam por aqui em uma versão presencial da feira. Além de Sophia Bauchwitz, a Mostra Refúgios apresenta os trabalhos de  Allana Rocha (RN), André Chacon (RN), Ângela Almeida  (RN),   Caíque Costa (BA),  Damião Paz (RN),  Everson de Andrade (RN),  Flavio Ruiz Alermandi (Arg), Gi Rodrigues (BA), João Oliveira (RN), Laíza Ferreira (PA), Lara Ovídio (RN), Marcus Nunes (RS), Meysa Medeiros (RN), Michel de Oliveira (SE), Paula Carvalho (RS), Rodrigo Garcia (MG), Sandra Gonçalves (RJ), Thaynara Rodrigues (PE) e Zé Barreta (SP).

No site, os interessados nas obras encontrarão informações sobre tiragem, tamanho, tipo de impressão e valor das fotografias. Há ainda um formulário de compra a ser preenchido pelos interessados nas obras. Dúvidas sobre as obras e processo de aquisição podem ser respondidas através do telefone (84) 99440-4253, ou através do e-mail para margemfotohub@gmail.com

Postado às 09h30 | 12 fevereiro 2021 |

Refúgio é tema de feira de fotografia online realizada pelo Margem Hub

Ainda atravessando restrições ao convívio social devido a pandemia de Coronavírus, que impede a realização de mostras e feiras presenciais, fotógrafos e artistas visuais precisaram adaptar a exposição de suas obras para o ambiente online, ampliando o acesso do público, e de potenciais compradores, aos seus trabalhos. É justamente para realizar a conexão entre artistas e o público que o Margem Hub de Fotografia está lançando a “Mostra Refúgios”. Uma feira de fotografia online que expõe uma seleção especial de trabalhos de 20 artistas visuais/fotógrafos, todos disponíveis para compra, até dia 28/02, no link: https://www.margemfoto.com/mostrarefugioscompra

O nome da mostra não nasce por acaso. Refúgio é justamente o que se busca reforçar com a seleção de trabalhos feita por Paula Lima, curadora da mostra. A ideia de um lugar onde haja familiaridade, segurança e tranquilidade. É do nosso refúgio mais seguro, o nosso lar, que acessamos 20 obras que apresentam cenários oníricos, sensações e sentimentos nostálgicos, que ao primeiro olhar nos remetem a um lugar de lembranças, mas também de paz e sonho. 

“A própria palavra “Refúgio” traz consigo uma grande carga de significado. De um local tranquilo, onde podemos nos abrigar do perigo àquilo que nos ampara e protege. Nós sempre tivemos uma relação de familiaridade e de busca pela paz a que nossos refúgios nos remetem. Da resistência e luta cotidiana contra aquilo que nos oprime às crenças que nos trazem à esperança no novo, do abraço maternal ao auto reconhecimento e à autoestima. Estes são só alguns exemplos dos tantos refúgios humanos e tantos mais que poderão ser descobertos em cada uma das imagens e relações entre elas”, explica Paula no texto de apresentação da feira de fotografia.

Essa é a primeira vez que o Margem Hub de Fotografia realiza uma feira de obras de arte em que todos os trabalhos expostos podem ser adquiridos online. Com algumas obras com valor mais acessível com relação às exposições presenciais, algo que incentiva o colecionismo de arte no Rio Grande do Norte.

A feira  é uma oportunidade para conhecer o trabalho de fotógrafos do Rio Grande do Norte e de outros estados. A Mostra Refúgios traz fotos dos artistas Allana Rocha (RN), André Chacon (RN), Ângela Almeida  (RN),   Caíque Costa (BA),  Damião Paz (RN),  Everson de Andrade (RN),  Flavio Ruiz Alermandi (Arg), Gi Rodrigues (BA), João Oliveira (RN), Laíza Ferreira (PA), Lara Ovídio (RN), Marcus Nunes (RS), Meysa Medeiros (RN), Michel de Oliveira (SE), Paula Carvalho (RS), Rodrigo Garcia (MG), Sandra Gonçalves (RJ), Sofia Bauchwitz (RN), Thaynara Rodrigues (PE) e Zé Barreta (SP). 

No site, os interessados nas obras encontrarão informações sobre tiragem, tamanho, tipo de impressão e valor das fotografias. Há ainda um formulário de compra a ser preenchido pelos interessados nas obras. Dúvidas sobre as obras e processo de aquisição podem ser respondidas através do telefone (84) 99440-4253, ou através do e-mail para margemfotohub@gmail.com.  

A Mostra Refúgios - Feira de Fotografia, é uma realização do Margem Hub de Fotografia, e conta com o patrocínio da Prefeitura do Natal e do Governo Federal, a partir de recursos garantidos pela Lei Aldir Blanc.

Postado às 09h30 | 12 fevereiro 2021 |

Fevereiro Roxo: Casos de fibromialgia precisam ser acompanhados por um médico

Um problema comum, que atinge cerca de 4% da população mundial e que precisa de diagnóstico médico, a fibromialgia, é uma síndrome clínica que se manifesta com dor em todo corpo e que chega acompanhada com sintomas de cansaço, fadiga, ansiedade, depressão e até alterações intestinais.

Para entendê-la e conscientizar a população da importância do tratamento e acompanhamento médico para evitar maiores transtornos durante a rotina diária, a campanha Fevereiro Roxo alerta as pessoas para a importância do diagnóstico. Segundo o médico reumatologista, dr. Rafael Hesley (CRM-RN/9521), que atende na Humana Clinic, é necessário que o paciente procure ajuda.

"É importante caracterizar bem ao paciente que ele é portador de uma doença, que os sintomas não foram inventados por ele, e que existe sim, uma forma de cura e tratamento. Por isso é necessário o acompanhamento com o profissional reumatologista para que os pacientes possam ter condições normais de saúde assim como outras pessoas inseridas na sociedade", ressaltou o médico.

Quanto ao tratamento, o médico destaca que ele pode acontecer de duas formas, sendo por meios farmacológicos e não farmacológicos. "A psicoterapia, o exercício físico e a educação a respeito da doença podem ser meios não farmacológicos receitados ao paciente e através de medicamentos, podemos receitar medicamentos ansiolíticos, analgésicos de levada crônica e medicamentos para melhor controle do sono. Lembrando que é importante o diagnóstico médico para ser receitado o melhor tipo de tratamento", explicou dr Rafael.

Campanha Fevereiro Roxo

O Fevereiro Roxo da Humana Saúde está inserido dentro da campanha #Fevereiro da Conscientização, que tem como objetivo levar esclarecimento e informações úteis para o público, em geral, sobre as doenças de Alzheimer, Lúpus, Fibromialgia e Leucemia.

A campanha contará com a produção de matérias, postagens em redes sociais e ainda vídeos, trazendo médicos esclarecendo aspectos importantes sobre essas doenças. O #Fevereiro da Conscientização abrange também o Fevereiro Laranja.

Postado às 09h30 | 12 fevereiro 2021 |

Escola adapta festividades de Carnaval para programação reduzida nas salas

Se antes as turmas de todas as idades se encontravam no ginásio do Colégio Nossa Senhora das Neves, em Natal, para comemorar o Carnaval, este ano o cenário será bem diferente, mas a data não passará em branco. A escola decidiu manter todo o contexto referente a essa festa que tem fortes raízes históricas e de grande tradição popular brasileira, mas restringindo as movimentações apenas para o espaço de cada sala de aula, com adereços apenas individuais e sem compartilhamento de objetos tradicionais, como serpentinas e confetes. Mesmo com as restrições, a ideia é manter a alegria característica da festa e remetendo às referências culturais e histórias que fazem conexão com os conteúdos estudados.

As restrições são necessárias em virtude dos protocolos sanitários para conter a propagação da Covid-19, ainda nesse contexto de pandemia. A programação conta com confecção de adereços, marchinhas e outros ritmos, oficinas de máscara de proteção e máscara de baile. 

No contexto pedagógico, os anos iniciais do Ensino Fundamental estão trabalhando de forma interdisciplinar, envolvendo História, Língua Portuguesa, Artes, Música, Inglês, Ciências e Ensino Religioso. Já nos Anos Finais, os professores de História, Geografia e Língua Portuguesa prepararam um conteúdo especial e voltado para a temática. No Ensino Médio, os professores trabalharam conteúdos referentes ao carnaval e para o Pré 2021 terá a festa dos cursos, momento em que os alunos pintam nos braços o curso e a universidade escolhidos. 

As crianças da Educação Infantil poderão ir fantasiadas. Para os demais estudantes serão permitidos apenas adereços no cabelo e maquiagem. Máscara, apenas a de proteção. Todas as programações foram pensadas para acontecerem também com os estudantes que estão no ensino remoto e seguirão as medidas de biossegurança, respeitando o distanciamento social.

Além dos momentos realizados em sala de aula, a escola também realizará uma live no canal do YouTube com o tema "Abre alas que a trupe vai passar", que acontecerá nesta sexta-feira (12), às 19h.

Postado às 08h30 | 10 fevereiro 2021 |

Alzheimer: conheça as atividades que ajudam a estimular o cérebro 

O cérebro é um dos mais importantes órgãos do corpo humano, ele é responsável por processar informações dos sentidos juntamente a outras estruturas do encéfalo, iniciando movimentos e influenciando no comportamento emocional, além da linguagem, consciência, memória e outras funções.

Parte do sistema nervoso, representa apenas 2% da nossa massa corporal, porém consome mais de 20% do nosso oxigênio. Para manter a mente e o cérebro saudável é necessário a prática de alguns exercícios, como explica a neurologista do Hapvida, Drª Cintya Melo.

"Fazer palavras cruzadas, usar a tecnologia, jogar xadrez ou até mesmo fazer contas no papel podem ajudar por exemplo, a combater o alzheimer"- doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções cognitivas, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social. Segunda a neurologista, o Alzheimer é a causa mais comum de demência.

Para identificar se uma pessoa está contraindo a doença observe os seguintes sinais: alterações na memória, personalidade e habilidades espaciais e visuais; dificuldade para falar, realizar tarefas simples e coordenar movimentos; agitação e insônia; num estágio mais grave resistência à execução de tarefas diárias, incontinência urinária e fecal, dificuldade para comer, deficiência motora progressiva.

Para avaliar o estágio da doença e qual tratamento adequado é importante consultar o médico especialista. Segue mais dicas para estimular o cérebro:

- Usar a mão contrária;

- Assistir a filmes utilizando a legenda na língua original;

- Relembrar detalhes do dia a dia;

- Montar quebra-cabeça.

Postado às 08h30 | 10 fevereiro 2021 |

Parnamirim recebe Secretária Nacional de Atenção à Primeira Infância

O município de Parnamirim recebeu a visita da Secretária Nacional de Atenção à Primeira Infância, Luciana Siqueira, responsável pela formulação e implementação de políticas e programas intersetoriais para a promoção do desenvolvimento humano, em especial para a primeira infância. 

A Secretária foi recepcionada pelo vereador Thiago Fernandes e pela Secretária Municipal de Assistência Social, Alda Leda Taveira. Em seguida, se reuniu com o vereador em seu gabinete, na Câmara Municipal de Parnamirim, para debater sobre ações voltadas para a primeira infância na cidade. 

Em pauta, o Programa Criança Feliz (PCF), que promove o desenvolvimento integral das crianças de até seis anos de idade, com visitas regulares para auxiliar em sua proteção e crescimento saudável. O PCF foi paralisado em novembro de 2020 em Parnamirim, mas deve ser retomado pela prefeitura nos próximos dias. 

“Constatamos que o programa foi suspenso no final do ano passado e imediatamente fizemos uma indicação pela sua retomada”, afirmou o vereador. “Ficamos felizes em saber na manhã de hoje, pela Secretaria de Assistência Social, que todos os esforços estão sendo realizados para reativação do programa o mais breve possível”, revelou Thiago Fernandes. 

O programa Criança Feliz, de autoria do Governo Federal, foi criado em 2016 com foco no atendimento a gestantes e crianças de até seis anos de idade. Ele é responsável pelo desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, considerando sua família e seu contexto de vida. A ação principal do Criança Feliz é a realização de visitas domiciliares, que apresentam estratégias de aproximação dos serviços com as famílias atendidas, assumindo assim as perspectivas de prevenção, proteção e promoção do desenvolvimento infantil. 

​ ​