Arquivo SA

Postado às 09h30 | 16 dezembro 2020 |

OMS alerta que atividade física pode evitar milhões de mortes por ano

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estimou, ao lançar linhas orientadoras para a área, que até 5 milhões de mortes por ano poderiam ser evitadas no mundo com um aumento da atividade física. Com isso, a instituição reforça as orientações sobre a importância da prática de exercícios na prevenção de doenças e também para manter a qualidade de vida. A OMS defende ainda que o combate ao sedentarismo deve ser praticado em todas as idades até mesmo por pessoas que têm algum quadro clínico mais condicionante. 

''Sabemos que essa informação é correta. A prática de atividade física é recomendada com orientação e acompanhamento médico, sendo fundamental na prevenção de patologias e na diminuição dos índices de mortalidade, por exemplo, em pacientes com doenças cardiovasculares'', ressalta o Dr° Nelson Mendes do Sistema Hapvida. A Organização sugere, nesse contexto, que devem ser destinadas pelo menos cinco horas, por semana, para atividade aeróbica moderada a vigorosa, no caso dos adultos.

''O sedentarismo tem seus sintomas como falta de energia, fadiga, irritabilidade, alterações de humor e as pessoas chegam a se queixar até de problemas no sono. Ao inserir os exercícios físicos no dia a dia é uma mudança de vida completa.  O nosso cérebro produz endorfinas nesses períodos de movimentação que causam sensação de prazer e bem-estar'', afirma o especialista. 

De acordo os dados da OMS, um em cada quatro adultos não pratica exercício físico suficiente, o mesmo se passando com quatro em cada cinco adolescentes. Inclusive, a organização defende que toda a atividade física é benéfica e pode ser feita de várias formas, desde o desporto até exercícios no dia a dia, a jardinagem, a caminhada ou a dança.  

''A alimentação e atividade física são os pilares para uma vida longa e saudável e as recomendações abrangem todas as idades. O ideal, para os idosos, por exemplo, é incluir na rotina atividades que estimulem o equilíbrio e a coordenação, bem como o fortalecimento muscular, para ajudar a prevenir quedas e melhorar a condição física, que influencia diretamente a saúde. O alerta da OMS também destaca que realizando o exercício diário há uma maior prevenção e o controle de doenças cardíacas, diabetes tipo 2 e câncer'', finaliza. 

Postado às 09h15 | 16 dezembro 2020 |

Dezembro Verde: demanda em abrigo de pets em Natal dobra por conta da pandemia

De acordo com dados do Instituto Pet Brasil (IPB), há cerca de 140 milhões de animais de estimação no país, sendo eles cães, gatos, aves, répteis, peixes e pequenos mamíferos. Porém, 3,9 milhões estão em condição de vulnerabilidade. Embora o abandono aos animais seja considerado crime no Brasil, ele continua ocorrendo. Por isso, o Dezembro Verde é o mês para se conscientizar sobre o assunto. 

Desde 1998, a Associação de Proteção aos Animais – Natal/RN (Aspan) encaminha adoções responsáveis por conta das colaboradoras do local. Em 2018, com uma nova administração, foi criado um abrigo para receber 58 animais de uma denúncia de maus tratos que ocorreu por anos e os pets não tinham para onde ir. Desde então, há dois cuidadores e uma lotação de 40 a 50 animais, que são examinados, tratados, socializados, castrados e vacinados, para que possam encontrar novas famílias. Mais de 500 cães devem ter passado pela associação. Apenas em 2020, foram encaminhadas 150 adoções.

Segundo dados da Aspan, com a pandemia a demanda dobrou: meses atrás eles chegaram a ter 110 animais, tendo que trazer dois auxiliares mais para dar conta. Atualmente, a entidade conta com 74 cães no local. “O número aumentou consideravelmente devido à pandemia e à crise econômica, como também à falta de políticas públicas voltadas aos animais e ausência de campanhas de conscientização e combate a assuntos como leishmaniose, vacinação, castração entre outros”, explica Geórgia Barbalho, integrante da Associação. 

A problemática desses abandonos é que, além dos pets não terem mais suporte, isso aumenta o número de atropelamentos, de cadelas prenhas e da proliferação de zooneses, como a cinomose ou leishmaniose.

A entidade também aponta que em algumas cidades chegou a 60% o aumento de animais nas ruas em contagens oficiais de órgãos responsáveis. Aqui, a Associação também registrou esse crescimento, por conta do número de animais nas ruas e os pedidos recebidos por mensagem. “São desde animais em situação de rua em sofrimento, quanto de pessoas querendo doar seus cães, porque perderam sua renda e não têm mais condições de cuidá-los. Até mesmo de raça. Border Collie, Fila, São Bernardo, Labrador, Pitbull, Shitzu”, afirma Geórgia.

É importante lembrar que animais domésticos que viveram suas vidas dentro de casa podem não sobreviver nas ruas. “Eles não sabem como procurar comida, até porque não há. São cães que dormiam tranquilos em suas casas, nas suas camas quentes e agora tem de sobreviver, buscar por alimento e água, se proteger, se defender, dormir atento ao relento, pegar chuva e sol sem amparo”, finaliza Geórgia.

Caso você esteja passando por um momento difícil e esteja cogitando não ficar mais com o seu pet, confira algumas dicas da Aspan:

- No momento de crise, é importante primeiro pensar em maneiras de manter seu animal até o momento difícil passar, pedindo ajuda. Fale com familiares. Em último caso, pense em doá-lo. O pet é um membro da família, como um filho que não é possível devolver;

- Se não houver alternativa, pense em uma adoção responsável, postando nas redes sociais ou conversando com amigos e familiares para que seu companheiro encontre um lar amoroso e responsável para não passar pelo trauma do abandono novamente;

Francisca e Loulou: adoção responsável cheia de amor

Durante 11 anos, 9 meses e 21 dias, Francisca de Oliveira, professora do Ensino Fundamental, teve uma companhia muito especial: uma cadela da raça lhasa apso, chamada Loulou Linda. Ela faleceu em junho deste ano devido a um carcinoma no pulmão e Francisca utilizou os serviços do Vila Pet, primeiro crematório pet do RN. Ela conta que elas duas compartilharam de uma amizade singular, cuidado especial, muita alegria e um amor incondicional inexplicável.

Francisca conta que, em 2008, quando adotou a Loulou Linda, uma Lhasa Apso, foi um momento muito especial e inesperado da sua vida. “Uma amiga de trabalho me sugeriu adotar Loulou, porque sua tutora estava de mudança pra Europa e, como não podia levá-la, precisava urgentemente encontrar alguém que gostasse de cachorro e tratasse bem o animal”, narra Francisca. 

Então ela foi conhecer a Loulou que, na época, tinha oito meses de vida. “No dia 22 de setembro de 2008, uma segunda-feira pela manhã, fui saber um pouco sobre sua história. Eu estava apreensiva, porque no prédio que morava havia uma certa restrição em relação aos pets. Mas decidi ouvir o coração e enfrentar o desafio de ter uma companhia de quatro patas”, explica. Empolgada, ela se dirigiu ao pet shop para comprar o enxoval da sua nova companheira. No dia seguinte, ela avisou à antiga tutora da Loulou que iria buscá-la. 

“Voltei para casa com o coração transbordando de alegria. Trouxe ela no colo, como se carrega um tesouro. Eu troquei a grafia do seu nome Lulu para Loulou, que é um perfume francês (que também se pronuncia Lulu) e acrescentei o Linda, um outro perfume. Mas ela era linda de verdade. Quem a via por fotos perguntava se era de verdade ou de pelúcia”, conta.

Francisca diz que adotar um pet é o melhor que poderia ter feito. “Você será ricamente recompensado, com alegria, amor, companheirismo. Melhora nossa saúde física e emocional. Isso o dinheiro não compra”, afirma Francisca. “Ter um pet foi uma experiência singular. Só compreende quem vive a situação. Para mim, ganhar Loulou Linda foi um presente do céu. Sou grata a Deus pelo tempo que ele me permitiu conviver e cuidar dela”.

Francisca ainda aconselha a quem não pode mais cuidar, que não abandone o pet. “Não seja cruel com um ser indefeso que só lhe amou sem pedir nada em troca. Procure doar para alguém que tenha condições de cuidar, zelar pelo bem-estar do animal. Que possa dar um pouco de conforto, principalmente se estiverem idosos ou doentes. As pessoas que tratam bem os animais, sejam seus ou não, são abençoadas porque eles também foram criados por Deus”, encerra.

Postado às 08h00 | 11 dezembro 2020 |

Fabricante da Coronavac admite ainda não ter dados sobre eficácia da vacina

O governador paulista João Doria tem feito forte pressão para vender ao Ministério da Saúde a vacina do laboratório chinês Sinovac, por meio do instituto Butantan, alegando inclusive sua “eficácia”. Mas Doria poderia solicitar explicações ao dono do laboratório Sinovac, Yin Weidong, cuja empresa admitiu à agência de notícias Bloomberg não dispor de dados sobre a eficácia da vacina, rebatizada no Brasil de “Coronavac”. O laboratório chinês prevê para janeiro a divulgação desses resultados. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O laboratório estatal da Indonésia PT Bio Farma anunciou que seus testes revelaram “eficácia” de 97% da Coronavac, mas voltou atrás.

O PT Bio Farma teve de se desdizer, após o parceiro Sinovac anunciar que também não tem resultados sobre a eficácia da vacina que produz.

Nem mesmo o Instituto Butantan tem resultados sobre a eficácia da Coronavac. A estimativa é que o resultado saia no dia 15.

Postado às 08h00 | 11 dezembro 2020 |

SENAR-RN abre 110 vagas para Cursos Técnicos de Nível Médio gratuitos

Estão abertas as inscrições para 60 vagas no Curso Técnico de Nível Médio em Agronegócio e 50 vagas para o Curso Técnico de Nível Médio em Fruticultura, oferecidos gratuitamente pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – SENAR, na forma subsequente e na modalidade a distância.  As oportunidades são para os Polos nas cidades de Apodi, Jucurutu, Lajes, Santo Antônio e São Paulo do Potengi.

As inscrições para os Processos Seletivos serão realizadas exclusivamente por meio do endereço eletrônico http://www.senar.org.br/etec, das 16h00min do dia 09/12/2020 às 23h59min do dia 27/01/2021, horário de Brasília. A seleção consiste na análise do Certificado de Conclusão do Ensino Médio, do Histórico Escolar ou documento oficial equivalente e dos documentos definidos para a comprovação do público prioritário.  Ambos os cursos tem dois anos de duração com aulas disponibilizadas no portal Rede e-Tec no Rio Grande do Norte e de aulas presenciais no polo de escolha do aluno e em visitas técnicas em propriedades rurais e agroindústrias. A duração total é de 1.230 horas do Curso Técnico em Agronegócio (2 anos) e 1.350 horas para o Curso Técnico em Fruticultura  (2 anos e meio).

Nos polos Apodi e São Paulo do Potengi serão ofertadas 25 vagas em cada polo para o Curso Técnico de Nível Médio em Fruticultura e nos Polos Jucurutu, Lajes e Santo Antônio 20 vagas cada para o Curso Técnico em Agronegócio.

O preenchimento das vagas do Curso Técnico em Agronegócio e para o Curso Técnico em Fruticultura para o 1º semestre de 2021 será realizado pelas formas a seguir: Prioritariamente, as vagas serão preenchidas pelo produtor rural ou seu familiar; ou ainda, o colaborador do produtor rural. Para concorrer a essa forma de ingresso o candidato na condição de produtor rural precisa apresentar no ato da inscrição o Certificado de Conclusão do Ensino Médio/Histórico Escolar ou documento oficial e um documento que comprove a atividade rural do produtor. As vagas não ocupadas pelo público prioritário relacionada acima serão preenchidas pelo público em geral, desde que seja atendido o critério estabelecido do item 1.4 do Edital, que é pré-condição para inscrição no processo seletivo e para matrícula nos Cursos Técnicos de Nível Médio, que o candidato tenha concluído o ensino médio.

A lista preliminar dos candidatos selecionados para a etapa de classificação será publicada no portal eletrônico http://www.senar.org.br/etec/, no dia 03/02/2021, já a lista final dos aprovados será dia 12/03. Os candidatos aprovados deverão realizar suas matrículas no período compreendido entre os dias 13/03/2021 e 22/03/2021, nas secretarias dos respectivos polos de apoio presencial.

INFORMAÇÕES DOS CURSOS:

O Curso Técnico em Agronegócio tem 1.230 horas, sendo 80% online e 20% presencial, com duração de 2 anos. O aluno aprende a realizar a gestão e a comercialização dos produtos agropecuários brasileiros.

O Curso Técnico em Fruticultura tem 1.350 horas, sendo 70% online e 30% presencial, com duração de 2 anos e meio. O aluno aprende a realizar a execução, o planejamento e o controle de todo o processo produtivo de plantas frutíferas.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO: etec.senar.org.br/

CONFIRA O EDITAL DO TÉCNICO EM FRUTICULTURA: etec.senar.org.br/wp-content/uploads/2020/12/VFinal_Publicação__EDITAL_Processo_Seletivo_2020-1_curso-Técnico-em-Fruticultura.pdf

CONFIRA O EDITAL DO TÉCNICO EM AGRONEGÓCIO:  VFinal_Publicação_EDITAL_Processo_Seletivo_2020-1_curso-Técnico-em-Agronegócio.pdf (senar.org.br)

 

Postado às 15h30 | 10 dezembro 2020 |

Como escolher a escola do seu filho?

Escolher ou mudar de escola são processos que exigem dedicação e paciência, afinal, será o lugar de desenvolvimento do seu filho ao longo de vários anos. O que desejo para a educação dele? Qual o material ofertado e quais são os diferenciais que procuro na escola? E em relação à mensalidade e à mobilidade, quais os limites? Esses são alguns dos vários questionamentos que são levantados neste processo.
 
O primeiro passo é fazer uma lista. É essencial que se tenha em mente quais as características que você deseja que estejam presentes na formação do futuro do seu filho. Sabe as perguntas que fizemos inicialmente? É hora de idealizar e responder elas nesta lista.
 
Agora vamos às pesquisas pela internet. Busque escolas de interesse, navegue pelo site da instituição e os perfis nas redes sociais. Nesta busca já é possível avaliar alguns critérios da lista e eliminar algumas possibilidades. A escola é transparente em relação ao tipo de ensino ofertado e mostra o dia a dia dos estudantes? Esta é uma boa pergunta a ser analisada.
 
Existem mais alguns pontos que precisam ser analisados antes de tomar a decisão, como a sintonia entre a escola e a família, linha de ensino seguida pela escola, referências sobre a instituição, adaptação à tendências futuras e projetos e, um dos pontos muito importante hoje em dia, o trabalho socioemocional na vida dos estudantes. A vice-diretora do Colégio Nossa Senhora das Neves, em Natal/RN, Adalgiza Pereira, explica que a decisão da escolha da escola não é apenas do pais, mas também dos filhos que irão para a instituição. "Para cada ideal de família, existe um modelo de escola, e a gente escolhe as escolas para nossos filhos de acordo com os princípios que regem a nossa estrutura familiar", complementa.
 
Com o contexto da pandemia ainda em curso, as escolas estão investindo no aprimoramento de metodologias que atendam às necessidades e direitos de aprendizagem com ênfase no ensino híbrido. Ao mesmo tempo, precisam estar atentas aos direcionamentos curriculares previstos na agenda do Ministério da Educação, como o processo de implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) já iniciado por muitas instituições, além do Novo Ensino Médio.
 
O Colégio das Neves proporciona há 88 anos uma educação completa, oferecendo tradição, inovação, competência espiritual e protagonismo do estudante. Com Berçário, que recebe bebês a partir de 4 meses, Tempo Integral, Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, o foco do Neves é a formação integral do aluno, preparando-o para a vida pessoal, acadêmica e profissional, por meio de uma equipe pedagógica e de um corpo docente capacitados, além de uma infraestrutura de ponta.
 
Os aspectos pedagógicos têm sido o foco das ações estratégicas na instituição, para que se possa resgatar aprendizagens, redimensionar os impactos da pandemia na vida escolar dos estudantes e oferecer oportunidades de aprendizagem de formas diversificadas e inovadoras vislumbradas pelas novas tendências educacionais. "Isso tudo sem perder de vista os valores e os pilares da educação segundo o carisma de suas fundadoras, as Filhas do Amor Divino, cujo lema incide na formação de sujeitos comprometidos com o uso responsável do conhecimento em favor da vida", afirma Adalgiza.
 
A escola conta com um programa bilíngue que acontece através da parceria com a renomada International School, oferecendo uma proposta inovadora que permite ao aluno aprender inglês de forma contextualizada, dinâmica e interdisciplinar, por meio de metodologias ativas e recursos tecnológicos diversos.
 
A Robótica Educacional, com a Robô Ciência, também faz parte da grade levando para o cotidiano dos estudantes o avanço científico e tecnológico que acontece a todo instante. Para o Ensino Fundamental e Médio, o Neves segue com a parceria da Plataforma SAS, uma das mais importantes do país, que oferece um material didático com conteúdo atualizado.
 
Além disso, também trabalha o Socioemocional através da Escola da Inteligência, que dissemina a importância da valorização do emocional e de comportamentos éticos. E por fim, oferece apoio pedagógico para formação contínua dos profissionais de educação e acompanhamento psicológico para os estudantes e a família.

Postado às 15h15 | 10 dezembro 2020 |

Câmara de Natal aprova projeto que garante doação de terreno para construção

Nesta quinta-feira (10), durante Sessão Ordinária, os vereadores de Natal aprovaram, em segunda discussão, o Projeto de Lei 132/2020, de autoria do poder Executivo, que trata da autorização da doação de um terreno à Companhia Estadual de Habitação e Desenvolvimento Urbano (CEHAB/RN), órgão do Governo do Estado. 

A finalidade é a construção de moradias populares, através do Programa Habitacional Pró Moradia/Viver Melhor. A área está situada nas proximidades da rua Maranata no bairro do Planalto, zona Oeste da capital, e vai abrigar a população carente da cidade, além de reduzir o déficit habitacional no município. 

"A Câmara Municipal cumpre hoje um papel importantíssimo aprovando um projeto de longo alcance social. Com a aprovação desta matéria, a Prefeitura do Natal está fazendo a cessão de uma área pública do município para que o governo do Estado, possa promover a construção e moradias para pessoas em situação de rua, garantindo um lar digno a essas pessoas que moram e habitam em Natal e que consequentemente passarão a ter dignidade", explicou o líder do Executivo, vereador Kleber Fernandes (PSDB). 

Os parlamentares ainda aprovaram, em primeira discussão, quatro matérias, que tratam de saúde, direito às mulheres e comunicação. A Lei 082/2020 do vereador Preto Aquino (PSD), trata da obrigatoriedade da criação de uma campanha contínua de combate e prevenção às amputações dos membros inferiores de pacientes portadores de Diabetes; a Lei 126/2020, do vereador Fúlvio (SD), institui um programa de capacitação continuada aos agentes comunitários; a Lei 108/2020, que estabelece limites à propaganda e a publicidade institucional do município, de autoria do vereador Klaus Araújo (SD); e a Lei 248/2019, do vereador Raniere Barbosa (Avante), que trata da obrigatoriedade dos bares, cafés, quiosques, complexos gastronômicos, restaurantes, casas noturnas, entre outros, a adotar medidas de auxílio à mulher que se sinta em situação de risco. 

Ao final, o Legislativo ainda aprovou um projeto de Decreto Legislativo que Concede Título de Cidadão Natalense à ex-atleta de atletismo profissional e soteropolitana, Liz Soares de Britto.

​ ​