BLOG - Arquivo SA

postado às 08h15 | 25 de março de 2022

Acesso à Justiça das pessoas em situação de rua será discutido nesta sexta (25)

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) irá realizar uma audiência pública para discutir a aplicação da Política Nacional de Atenção à Pessoa em Situação de Rua no âmbito do judiciário estadual.  A audiência acontece nesta sexta-feira (25), a partir das 10h, no miniauditório da Escola de Governo.

O evento é uma proposição do Núcleo Especializado em Defesa dos Grupos Sociais Vulneráveis (NUDEV) e o Núcleo de Assistência aos Presos Provisórios e seus Familiares (NUAP). A proposta dos núcleos é discutir com a sociedade as repercussões práticas e a aplicação, no Estado do Rio Grande do Norte, da Resolução 425/2021-CNJ, que instituiu no âmbito do Poder Judiciário a Política Nacional Judicial de Atenção a Pessoas em Situação de Rua e suas interseccionalidades. O encontro dará ênfase ao tema no contexto de procedimentos criminais (ações penais e execuções penais). Por se tratar de uma audiência pública, o evento é aberto a participações espontâneas.

Instituída em 2021 pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a Resolução 425/2021 estabelece a Política Nacional de Atenção à Pessoa em Situação de Rua que traz diretrizes ao poder judiciário com objetivo de assegurar o amplo acesso à justiça pelas pessoas em situação de rua.



postado às 09h00 | 24 de março de 2022

“RN Vida” retoma matrículas e atividades

Programa direcionado à iniciação de práticas esportivas, artísticas e culturais para crianças e adolescentes entre sete e 16 anos, o “RN Vida” está retomando suas atividades presenciais em sua plenitude, momentaneamente interrompidas por causa da pandemia de coronavírus.

 O “RN Vida” é um programa que conta com parceiros importantes como a Federação do Comércio de Bens e Serviços do Rio Grande do Norte (Fecomércio RN), através do Serviço Social do Comércio (Sesc RN), que disponibiliza não apenas recursos humanos, mas materiais que viabilizam as práticas, entre esses o fardamento. Outra importante parceria, e imprescindível, é a Associação dos Magistrados do Trabalho da 21ª Região (Amatra 21), que doa os kimonos, entre outras demandas atendidas à medida que há necessidade.

 Hoje, o “RN Vida” vem atendendo 150 alunos da rede pública de ensino, mas a sua coordenadora, a arte-educadora Maria das Dores Tomaz, informa que o programa já começou a rematrícula para se alcançar a capacidade de atendimento a 600 crianças e adolescentes: “O intuito é não ficar com vagas ociosas, a gente quer receber matrículas até onde for possível”. Ela destaca a importância do Programa e do papel dos parceiros, importantes na caminhada para oferecer essas atividades às crianças e adolescentes atendidos.

O Programa “RN Vida” é vinculado ao Gabinete Civil do Governo do Estado e, praticamente há uma década, vem funcionando na avenida Jerônimo Câmara, 1749, ocupando as instalações do antigo CAIC de Lagoa Nova. “A única exigência é a criança estar matriculada na escola, se não estiver matriculada, não entra”, avisa Maria Tomaz.

Maria Tomaz explica que o “RN Vida”, que começou a funcionar em agosto de 2013, “é todo voltado para o atendimento pedagógico das crianças, especializado no ensino de modalidades esportivas e arte e cultura. Somos uma escola de formação complementar, funcionando no contraturno escolar, não é um ensino regular”.

Segundo ela, o acesso ao Programa “RN Vida” não traz custo nenhum para os pais dos beneficiários, que são em sua maioria, inclusive, de baixa renda. “Nas entrevistas, há de se considerar que 80% do público atingindo são pessoas carentes. Algumas não têm renda nenhuma ou são do bolsa-família [Auxílio Brasil]”, completou, mas informando que o acesso é permitido a filhos de pai com renda familiar de até três salários mínimos, o equivalente a R$ 3,6 mil.

A coordenadora do “RN Vida” diz que o programa dispõe de amplo espaço para atendimento de oito modalidades artísticas, culturais e esportivas. Só para dar um exemplo, a piscina olímpica utilizada no Caic é uma das quatro dessa modalidade que existem no Rio Grande do Norte.

A auxiliar de escritório Miriam Alves de Souza conta que se não fosse o “RN Vida”, a única filha adolescente, que vai completar 15 anos, não teria tido chance de realizar o sonho de infância – dançar balé. “Esporte é muito caro. Não tinha condições de pagar em outro lugar”, disse ela.

Mirian de Souza disse que a filha gostava tanto de esporte, que começou praticando capoeira, ginástica rítmica e balé, depois focou em balé, que é o que gostava mais: “Começou cedo, logo aos oito ou nove anos, depois a professora disse que ela tinha capacidade e foi selecionada para ser atleta de rendimento de ginástica rítmica”.

A filha Melina hoje faz parte da Associação de Ginastas que funciona em Petrópolis, de onde saiu para participar e vencer competições estaduais, regionais e nacionais. “No ‘RN Vida” foi onde tudo começou. A gente mora em Nazaré, era perto e tinha como ir e buscar todo dia”.

A dona de casa Jaciane Bezerra da Silva tem uma filha de oito anos e um filho de 12 anos inscritos no programa “RN Vida”, que é desenvolvido no Centro Integrado de Esporte e Cultura. Segundo ela, que reside na Cidade da Esperança, em Natal, o filho Adrian faz aula de violão, caratê e futebol de salão, sai de casa pela manhã, almoça e depois vai para Escola Municipal Ivonete Maciel, onde soube, há uns quatro anos, que tinha oportunidade de colocar os filhos no “RN Vida”.

Jaciane Silva fez a rematrícula das crianças porque, no seu entendimento, dependendo da escolha, elas “vão levar o aprendizado para o resto da vida”, além do fato que a participação no projeto “é o único divertimento que tem para eles. Na escola, só tem atividade de Educação Física, na verdade eles adoram”.

Serviço

 Centro Integrado de Esporte e Cultura RN Vida

Onde: Avenida Jerônimo Câmara, 1749. Lagoa Nova

Contato: 3232.4004

Documentação de matrícula

- Faixa etária atendida: 7 a 16 anos de idade

- Declaração de matrícula de aluno

- Originais e cópias do RG e CPF do aluno e do responsável pelo aluno

- Comprovante de residência

- Cópia de certidão de nascimento

- Dias fotos em tamanho ¾

Modalidades artísticas

- Balé, flautas, violão

Modalidades esportivas

- Judô, capoeira, caratê, ginástica rítmica, natação

Fonte – Programa RN Vida

 



postado às 08h45 | 24 de março de 2022

Projeto do IMD em parceria com Siemens abre seleção com nove vagas

Um projeto acadêmico do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) em parceria com a empresa Siemens abriu, nesta segunda-feira (21), seleção para bolsistas de graduação e para líder técnico.

Estão sendo ofertadas nove vagas, sendo sete para estudantes em Computação ou áreas afins, uma para estudante na área de Design e outra para líder técnico, que também deve ter especialização em Computação ou áreas afins.

As inscrições seguem abertas até o dia 3 de abril e devem ser efetivadas através do envio da documentação descrita no Edital 001/2022 - SIEMENS LDA BR para o endereço  processoseletivo-siemens@imd.ufrn.br.

A remuneração é de R$ 4 mil para o cargo de líder técnico, R$ 2 mil para bolsistas de desenvolvimento – com duas vagas para desenvolvimento mobile e cinco para full stack – e R$ 1.200 para bolsista de design.

Intitulado “Desenvolvimento do portal de engenharia de aplicação LDA BR - Gestão de oportunidades, acompanhamento e indicadores”, o projeto tem o objetivo de elaborar, além do portal referido em seu título, um aplicativo móvel para lançamento de informações e visualização no site.

 



postado às 08h45 | 24 de março de 2022

DPE/RN fará audiência pública para discutir acesso à Justiça das pessoas de rua

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) irá realizar uma audiência pública para discutir a aplicação da Política Nacional de Atenção à Pessoa em Situação de Rua no âmbito do judiciário estadual.  A audiência está marcada para o dia 25 de março, a partir das 10h, no miniauditório da Escola de Governo.

O evento é uma proposição do Núcleo Especializado em Defesa dos Grupos Sociais Vulneráveis (NUDEV) e o Núcleo de Assistência aos Presos Provisórios e seus Familiares (NUAP). A proposta dos núcleos é discutir com a sociedade as repercussões práticas e a aplicação, no Estado do Rio Grande do Norte, da Resolução 425/2021-CNJ, que instituiu no âmbito do Poder Judiciário a Política Nacional Judicial de Atenção a Pessoas em Situação de Rua e suas interseccionalidades. O encontro dará ênfase ao tema no contexto de procedimentos criminais (ações penais e execuções penais).

Instituída em 2021 pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a Resolução 425/2021 estabelece a Política Nacional de Atenção à Pessoa em Situação de Rua que traz diretrizes ao poder judiciário com objetivo de assegurar o amplo acesso à justiça pelas pessoas em situação de rua. 

PARTICIPAÇÃO

Por se tratar de uma audiência pública, o evento é aberto a participações espontâneas. Os interessados em enviar contribuições à discussão da matéria ou pedidos de esclarecimento, têm até às 12h do dia 24 de março para fazê-lo. As solicitações devem ser enviadas ao e-mail nudev@dpe.rn.def.br e conter a identificação do postulante. Durante a audiência, os convidados ainda poderão formular manifestação escrita ou oral com objetivo de trazer suas contribuições ao processo. 



postado às 09h30 | 23 de março de 2022

Curso Online: Gestão Financeira

Todo empreendedor sabe que a necessidade de planejamento é uma realidade, mas como alcançar uma rotina organizada? O curso Gestão Financeira possibilita que você consiga fazer a análise e o controle das atividades financeiras da sua empresa. Assim, será possível tomar decisões cada vez mais acertadas e, consequentemente, maximizar os resultados financeiros.

Ao compreender o que envolve a gestão financeira, você terá autonomia para fazer o fluxo de caixa de sua empresa, bem como o controle do giro de caixa e da verificação de estoques. Vamos lá?



postado às 09h15 | 23 de março de 2022

Unicef: Saúde mental de crianças e adolescentes piorou na pandemia

As crianças e adolescentes poderão sentir o impacto da covid-19 em sua saúde mental e bem-estar por muitos anos. O alerta foi emitido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), no principal relatório da organização. Segundo o The State of the World’s Children 2021; On My Mind: promoting, protecting and caring for children’s mental health (Situação Mundial da Infância 2021: Na minha mente: promovendo, protegendo e cuidando da saúde mental das crianças – disponível em inglês), é uma consequência significativa e é apenas a ponta do iceberg. 

Uma pesquisa feita pelo Instituto Gallup em conjunto com o Unicef chama atenção para a sequela da pandemia de coronavírus e do isolamento social no público menor de idade. Os primeiros dados divulgados apontam que 22% dos adolescentes e jovens brasileiros de 15 a 24 anos se sentem deprimidos ou têm pouco interesse em fazer as coisas. Além disso, a entidade afirma que subiram os casos de transtornos mentais nesse período. A pediatra do Sistema Hapvida, Dra. Mara Sérvula, relaciona esses efeitos com a importância da escola na vida dos mais jovens. 

''As instituições de ensino têm um papel que vai além apenas da educação formal, ela é responsável também pela saúde mental e física dos pequenos. Mental é quando a gente fala do desenvolvimento de competências socioemocionais, ajuda a desenvolver habilidades cognitivas. Já a física atua diretamente na prevenção de doenças como a obesidade, por exemplo'', explica a médica. De acordo com o levantamento, os prejuízos têm relação com o tempo que ficaram longe dos espaços de convivência. Entre os principais transtornos mentais, estudos apontam que a ansiedade tem sido mais recorrente entre crianças nesse período de pandemia. 

''A criança dá sinais, torna-se menos comunicativa, tende a se isolar, apresenta distúrbios do sono e alimentares. Conversar com os filhos é de extrema importância porque é através do diálogo que conseguimos, muitas vezes, entender o que está se passando com eles'', recomenda a especialista Dra. Mara Sérvula. Qualquer mudança de comportamento deve ser observada.

 



AUTOR

Saul Amorim