Arquivo SA

Postado às 09h00 | 27 outubro 2020 |

Doutorado Acadêmico em Administração abre inscrições para 2021

Seguir carreira acadêmica exige uma busca constante por conhecimento. O profissional que opta por este caminho pode se inscrever, até 20 de novembro, no Doutorado Acadêmico em Administração (DAA) da UnP, integrante da rede Laureate. 

O DAA tem a área de concentração em Estudos Organizacionais, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Potiguar (PPGA-UnP). O espectro explora as relações entre organizações, sociedade e indivíduos, e reflete sobre a dinâmica das instituições.  

O curso oferta seis vagas para duas Linhas de Pesquisa: Estratégias e Organizações” e “Empreendedorismo e Inovação”. Os três primeiros colocados no processo de seleção terão 100% de isenção na mensalidade, mediante dedicação de 20 horas semanais às atividades do Programa. A taxa de inscrição é de R$ 100,00. 

O curso ocorre em tempo integral e dispõe de disciplinas predominantemente no turno vespertino. O Doutorado Acadêmico em Administração tem como sede a Unidade Roberto Roberto Freire. 

O edital e demais informações, além do link de inscrição, podem ser acessados em www.unp.br/daa. 

Postado às 09h15 | 17 setembro 2020 |

Setembro Amarelo: campanha busca alertar sobre a valorização da vida

O movimento Setembro Amarelo é uma campanha brasileira dedicada ao combate do suicídio. Direcionado ao tratamento de pessoas que necessitam de ajuda psicológica. A sociedade mundial vive um momento extremamente inédito. Novos hábitos de trabalho, a rotina modificada drasticamente, o isolamento social forçado para controlar um vírus letal, sem vacina conhecida. É essencial o cuidado com a saúde física e mental.

Um estudo feito pelo Instituto de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) apontou que os casos de depressão praticamente dobraram desde o início da quarentena. Entre março e abril, dados coletados online mostram que o percentual de pessoas com depressão saltou de 4,2% para 8,0%, enquanto para os quadros de ansiedade o índice foi de 8,7% para 14,9%.

“O isolamento social nos tornou mais ansiosos. A carga de trabalho excessiva, a falta de espaço para falar sobre si, pouco tempo para uma reflexão sobre a própria vida, relações esvaziadas e pressões pessoais, sociais e profissionais, além de questões físicas, são fatores comuns que podem estar ligadas à depressão”, explica a psicóloga do Hapvida, Drª Adriana Melo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), quase 1 bilhão de pessoas vivem com transtorno mental, 3 milhões de pessoas morrem todos os anos devido ao uso nocivo do álcool e uma pessoa morre a cada 40 segundos por suicídio. E agora, bilhões de pessoas em todo o mundo foram afetadas pela pandemia da COVID-19, que está causando um impacto adicional na saúde mental das pessoas.

 O Centro de Valorização da Vida (https://www.cvv.org.br/) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.

Postado às 09h00 | 17 setembro 2020 |

Tratamento estético com ozônio traz benefícios comprovados

Uma terapia com aplicações amplamente reconhecidas no tratamento primário ou complementar de mais de 200 doenças, a ozônioterapia representa uma revolução também nos tratamentos estéticos. Considerado um auxiliar para tratar problemas auditivos, dermatológicos, microbianos e até em patologias severas, como câncer, o ozônio é o agente terapêutico que traz diversos benefícios ao corpo, pois não causa alergias e é considerado um poderoso agente oxidante, característica responsável pelos efeitos microbicidas contra bactérias, vírus e fungos.
 
Na terapia estética, ele auxilia no tratamento de gorduras localizadas, estimula o processo de emagrecimento, reduz celulites, estrias e pode ser usado ainda para tratamentos faciais. De acordo com Hállamo Saraiva, diretor da Clínica Emagrecer, com sede em Natal e João Pessoa, a Ozônioterapria tem diversas vantagens e pode ser feita para diversos fins.
 
“Podem ser tratadas as patologias de origem inflamatória, infecciosa e isquêmica, geralmente relacionadas às alterações do estresse oxidativo. Já na estética, esse protocolo pode ser usado contribuindo no emagrecimento, perda de gordura localizada, flacidez da pele e tratamentos faciais para eliminar olheiras e rugas", explicou.
 
Entre os tantos benefícios da Ozônioterapia, estão ainda o alívio de dores provocadas por problemas articulares ou inflamações e a capacidade de regeneração dos tecidos. "Cada alteração estética tem um protocolo específico, que integrado a outra técnica, ajudando na melhora da queixa do paciente, seja para mudar algo em sua aparência ou na forma preventiva, evitando a ocorrência de diversas patologias”, disse.
 
A nutricionista Adriana Gurgel explica os benefícios da Ozonioterapia. “Em relação à Nutrição, a água ozonizada tem um papel importante em diversos segmentos, pois é capaz de oxigenar superfícies e organismos vivos sem ocasionar qualquer dano à saúde. Tem propriedades bactericida, virucida, fungicida e elimina agrotóxicos de folhas, frutas e verduras. Isso ocorre porque, após eliminar as impurezas, o ozônio libera uma de suas moléculas e, com isso, volta ao estado de oxigênio”.
 
Adriana, reforça, no entanto, que o ozônio utilizado para fins medicinais é sempre misturado com oxigênio e não deve ser o mesmo de fins comerciais e industriais. “As pessoas não devem procurar sozinhas por terapias desse tipo. É preciso busca sempre com o auxílio de um profissional qualificado. Somente ele saberá indicar a dosagem e aplicação correta”, finalizou.

Postado às 09h00 | 17 setembro 2020 |

Transformação digital, ressignificação do luto e humanização

A crise mundial decorrente da pandemia do coronavírus impactou seriamente a população que teve de ficar distante socialmente. Por conta disso, o sinal de alerta acendeu para as empresas, que por estarem longe dos clientes tiveram que encarar o desafio de se adaptar à nova realidade garantindo qualidade nos serviços.
 
Foi exatamente o que aconteceu com o Grupo Vila, empresa do segmento funerário, detentora das marcas Morada da Paz, Plano Sempre e Vila Pet, com atuação em Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Neste mês, o Grupo chega aos 72 anos de atuação com a marca da excelência em prestação de serviços funerários que abrangem a valorização das pessoas e o propósito de mudar a forma com que a sociedade enxerga o luto.
 
Diante da pandemia, o Grupo Vila é exemplo de empresa que precisou se transformar e se adaptar. Mesmo que o serviço funerário seja uma função essencial, sobretudo diante da maior ocorrência de óbitos, a criação e ampliação de alternativas digitais foram essenciais para manter o padrão da empresa mesmo em tempos adversos.
 
Para Vivianne Guimarães, diretora de mercado da empresa, a atuação do Grupo teve sua credibilidade reforçada com as ações desenvolvidas durante a pandemia. “O Grupo Vila sempre teve a missão de mudar a percepção das pessoas sobre o luto e esse é um dos momentos em que essa pauta está em evidência, portanto, nosso papel é valorizar a vida das pessoas, amenizar a dor dos que ficaram e proporcionar suporte as despedidas e ao luto”, conta. “Essa missão tem sido cumprida através dos colaboradores que constroem o Grupo com inovações, como o Morada da Memória, a Funerária Digital, entre outras ações que reforçam a excelência da nossa atuação”, disse.
 
Recentemente, o Cemitério e Crematório Morada da Paz foi um dos vencedores do Pursuit of Excellence Award, premiação da NFDA conquistada pela 4° vez pela empresa, que reconhece a excelência de empresas do segmento funerário em todo o mundo.
 
Inovação
Quando a pandemia chegou estava em andamento o projeto Morada da Memória, plataforma digital de homenagens, onde enlutados, familiares e amigos podem deixar homenagens escritas, fotos e vídeos aos seus entes queridos, bem como homenagear com flores ou uma vela virtual. Já a Funerária Digital foi a grande inovação do Grupo Vila em tempo recorde. A ferramenta começou a ser desenvolvida logo no início do isolamento social, ainda no final de março, quando a empresa constatou o quanto a iniciativa iria ser fundamental para a segurança e conforto dos clientes. A Funerária Digital foi desenvolvida e lançada em cerca de 15 dias, com o objetivo maior de atender e acolher os clientes enlutados com a agilidade e atenção que são tão importantes nesse momento.
 
“O Grupo Vila já é uma empresa focada em inovação e esse cenário de pandemia só nos fez acelerar ainda mais essa característica. Já vínhamos numa jornada de grande transformação digital com foco em dados, automação, novas ferramentas de gestão, entre outras iniciativas focadas em garantir experiências satisfatórias aos nossos clientes, mesmo em casos de distanciamento e restrições”, destaca Vivianne Guimarães, diretora de mercado da empresa.
 
Outra ferramenta digital do Grupo Vila que ganhou força nesse momento é o Velório Virtual, iniciativa disponibilizada pela empresa de forma pioneira no Brasil desde 2001. Por meio de uma câmera instalada nas salas de velório das unidades do Morada da Paz é possível acompanhar a despedida do ente querido à distância. Neste momento de crise o serviço chegou a crescer mais de 50%. Com isso foi ampliada para 18 a quantidade de salas com o serviço disponível, além dos kits de transmissão que possibilita a realização de velórios de qualquer lugar, e já houve transmissões para países como Estados Unidos, Alemanha, Canadá e China.
 
Para Eduardo Vila, é uma honra saber que milhares de pessoas optam pelos nossos serviços num momento tão difícil de suas vidas. “Nosso cliente é quem nos faz querer ser melhores a cada dia fazendo com que eles tenham conforto, comodidade e se concentrem tão somente na despedida e na preservação da memória de seus entes queridos. Todos os serviços funerários e resolução de burocracias são de nossa responsabilidade”, afirma.
 
História
O grupo é referência no segmento de Serviços Funerários, Cemitérios e Plano Funeral. E, mais que isso, exemplo no respeito ao próximo, na dedicação e na transparência de suas ações. Tudo começou em 1948, quando o senhor Aurino Vila inaugurou a Casa Mortuária São Francisco das Chagas, localizada no bairro do Alecrim, em Natal, capital do Rio Grande do Norte.
 
Em 1965, os filhos do Aurino Vila assumiram a empresa após a morte do pai. Com dedicação e muito trabalho eles ampliaram os negócios, inaugurando em 1993, o Cemitério Morada da Paz, no bairro de Emaús, na cidade de Parnamirim (RN). O empreendimento foi cuidadosamente planejado para proporcionar um ambiente agradável e muito tranquilo, subdividido em grandes quadras gramadas e alamedas arborizadas, oferecendo aos clientes um ambiente de paz e tranquilidade, em total harmonia com a natureza.
 
Com o passar dos anos, o grupo expandiu os negócios, lançando os serviços de assistência funeral e inaugurando novas unidades nos estados de Pernambuco (2003) e Paraíba (2007). Em 2004, foi lançado o Plano Sempre de Assistência Funeral, com a missão de fornecer proteção completa para as famílias, garantindo a resolução de burocracias como documentações, traslado, velório, entre outros, evitando desequilíbrios financeiros e oferecendo mais tranquilidade.
 
O Grupo Vila se destaca pelos serviços oferecidos, como a cremação, Central de Velórios, Velório Virtual e Vila Pet (crematório para os animais de estimação). Com tradição, inovação, respeito, credibilidade e amor ao próximo, o Grupo Vila escreve sua história ao passo em que participa da vida de milhares de pessoas.

Postado às 15h00 | 03 setembro 2020 |

“Pensando Natal”: PMB realiza convenção e oficializa coligação com o PV.

O Partido da Mulher Brasileira (PMB) saiu na frente e foi o primeiro partido da segunda maior coligação municipal a realizar convenção em Natal. A sua nominata de vereadores conta com mais de quarenta nomes e o potencial de mais de 35 mil votos.

O Partido da Mulher Brasileira realizou, na noite da segunda-feira (31), a sua convenção, ocasião em que os mais de 40 pré-candidatos a cadeiras no Legislativo municipal homologaram as suas candidaturas. Na oportunidade, a legenda confirmou coligação com o Partido Verde e oficializou apoio a candidatura do professor Carlos Alberto à prefeitura de Natal.

Segundo a presidente estadual do partido e pré-candidata a vereadora, Viviane Oliveira, o partido é cercado por nomes de bem: “O PMB é um partido de mulheres e homens limpos, de história e pessoas honestas com serviços prestados para a população já há bastante tempo e agora os potiguares não precisam mais esperar, a hora chegou”, enfatizou a presidente.

Para o pré-candidato a prefeito, professor Carlos Alberto, a convenção do PMB inicia a caminhada rumo a prefeitura do Natal, ele ainda destaca que o Partido da Mulher Brasileira “é um partido fundamental para a política, porque a mulher representa honestidade, competência e ética na política” e acrescentou que se sente muito feliz em receber na coligação Pensando Natal pessoas líderes dos seus bairros e em suas profissões.

PMB

O Partido da Mulher Brasileira se reorganizou no Rio Grande do Norte e apresenta para as eleições municipais 2020 uma “grande nominata”, segundo especialistas políticos, com potencial de conquistar mais de 35 mil votos na capital potiguar.

Postado às 15h00 | 03 setembro 2020 |

Portal lança campanha para manter 13 anos de jornalismo independente

O Substantivo Plural marcou época em 2007 com pioneirismo no jornalismo independente no Rio Grande do Norte. Desde então se mantém firme na vanguarda das notícias culturais como o principal veículo do segmento em solo potiguar.

“São 13 anos de serviços prestados à arte local. Temos um banco com 35 mil postagens. É a história da nossa cultura nesse tempo, além de textos memorialísticos que reforçam nossa identidade e nossa história”, frisa o editor Sergio Vilar.

E toda uma economia criativa que orbita em torno da cultura é beneficiada com a divulgação do portal, desde o ambulante ao empresário que abre espaço aos artistas. São 7 postagens ao dia, em média e replicadas em todas as redes sociais do site.

“Também damos voz às minorias, visibilidade à arte independente e a importância do Substantivo se eleva também quando pouquíssimas mídias se voltam a essas pautas em nosso Estado”, destaca o também editor Conrado Carlos.

E são apenas dois editores para tocar um combo de atualizações diárias no site e nas redes, a atenção às demandas da classe artística e do público, produção de vídeos, elaboração de projetos, custos de manutenção e parte comercial do Substantivo.

“O salário mínimo do jornalista no RN – dos mais baixos do país – é de R$ 1.735,96 para 5 horas trabalhadas. E todos os dias dispensamos, no mínimo, um expediente inteiro para manter o ritmo intenso do portal. Mas sem remuneração e muitas vezes investindo do bolso para cobrir custos do site”, lamenta Vilar.

“Hoje tocamos uma verdadeira empresa que trabalha de forma gratuita para divulgar nossos artistas. Mas chegamos a um ponto que está inviável para manter esse ritmo por muito mais tempo. Por isso a importância dessa campanha para continuarmos esse trabalho fundamental para a cultura potiguar”, reforçou Conrado.

Colaboração e recompensas

Embora o conteúdo do Substantivo seja gratuito para todos, até como reconhecimento a quem quer ajudar os editores firmaram parcerias para oferecerem recompensas, conforme as colaborações mensais, que podem ser nos valores de R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100.

“Se você quer ajudar a cultura potiguar, se você valoriza o jornalismo independente e sério e aprecia o trabalho desenvolvido pelo Substantivo Plural ao longo desses 13 anos, nos ajude a manter o site no ar. Os artistas e nossa história agradecem. Vamos ser plurais!”.

​ ​