BLOG - Arquivo SA

postado às 08h45 | 10 de junho de 2022

Pequenos negócios rendem 76% das vagas de emprego em 2022

trabalho formais criados no Brasil de janeiro a abril, 585,56 mil, o equivalente a 76% do total, originaram-se de pequenos negócios.

A conclusão consta de levantamento do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia. As MPE abriram 470,52 mil vagas a mais que as médias e grande empresas nos quatro primeiros meses de 2022.

Apenas em abril, os negócios de menor porte foram responsáveis pela abertura de 84% das vagas formais no mês, com 166,8 mil de um total de 196,9 mil postos de trabalho criados no mês passado. Na divisão por setores da economia, somente os pequenos negócios apresentaram saldo positivo na criação de empregos em todos os segmentos.

Saiba mais AQUI.

Foto: Fundação Getúlio Vargas



postado às 08h45 | 10 de junho de 2022

Acompanhantes têm atendimento preferencial

Acompanhantes de idosos, gestantes, lactantes, pessoas com criança de colo, obesos e pessoas com deficiência agora têm direito a atendimento prioritário. O projeto de lei  5102/2019, que determina essa prioridade, foi sancionado na última quarta-feira (1°). Isso mesmo: acompanhantes têm atendimento preferencial.

Antes da sanção, o atendimento prioritário em repartições públicas e empresas concessionárias de serviços públicos, logradouros e sanitários públicos, instituições financeiras e veículos de transporte coletivo já era garantido por lei. No entanto, não havia menção aos acompanhantes.

Segundo a nova lei, a prioridade aos acompanhantes só deverá ser dada em casos imprescindíveis. Ou seja, não pode haver uma inversão no sentido da norma, já que o foco ainda é beneficiar os grupos anteriormente abrangidos pela Lei 10048/2000. A extensão da prioridade aos acompanhantes dos titulares desse direito evita que a pessoa assistida seja separada de seus acompanhantes indevidamente.

Na avaliação do presidente da Associação Brasileira do Cidadão Sênior (ABRACS), Mauro Freitas, a alteração na lei está ligada, entre outros pontos, à educação da população. Para ele, trata-se da regulamentação de uma prática de bom senso.

“Se tem uma pessoa acompanhando um cadeirante, por exemplo, não faz sentido que o cadeirante seja atendido, que ele possa ingressar em algum lugar de forma prioritária, e a pessoa que o está acompanhando sente em outro lugar, fique fora daquele ambiente e não seja atendido imediatamente também, deixando que o cadeirante, logo após ser atendido com prioridade fique aguardando os demais”, destaca.

Fonte: Brasil 61



postado às 08h45 | 10 de junho de 2022

Preço da cesta básica cai 1,5% em maio em Natal, diz Dieese

O preço da cesta básica caiu 1,5% no mês de maio em Natal. É o que aponta a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, publicado na quata-feira (8) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

A diminuição seguiu uma tendência nacional para o mês – das 17 capitais analisadas pela pesquisa, 14 registraram queda no preço.

A s reduções mais acentuadas foram em Campo Grande (-7,30%), Brasília (-6,10%), Rio de Janeiro (-5,84%) e Belo Horizonte (-5,81%).

De acordo com o Dieese, a cesta básica custou R$ 586,42 em média no mês de maio em Natal. Esse foi o quarto menor preço registrado entre as capitais analisadas. O preço mais elevado é o de São Paulo, com R$ 777,93.

Café com leite mais caro

Apesar da queda no valor geral, alguns itens sofreram aumentos. Entre os produtos que mais subiram de preço em Natal estão o leite integral e o café em pó.

A capital potiguar teve o maior aumento do leite integral entre as 17 capitais, com o produto passando a custar 7,63% a mais em maio no comparativo com abril. Todas as cidades analisadas tiveram aumento.

O preço do café também teve o maior crescimento do país em Natal, custando 4,84% a mais. Das 17 capitais analisadas na pesquisa, 13 mostraram aumento no preço do produto.

g1 RN



postado às 08h45 | 10 de junho de 2022

“Posso dizer que estou maravilhado com Biden”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nesta quinta-feira (9) que ficou “maravilhado” durante o encontro que teve com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na Cúpula das Américas. Em entrevista à CNN após a reunião bilateral, Bolsonaro afirmou que ele e Biden “comungam da mesma percepção”.

“Foi excepcional, estou muito feliz. Posso dizer que estou maravilhado com ele. Não estou errando em falar dessa maneira. Ficamos quase meia hora conversando reservadamente”, disse o presidente.

Bolsonaro disse Biden “concorda” com o governo brasileiro no que diz respeito à Amazônia, destacando o papel do Brasil na preservação ambiental.

“Falamos abertamente sobre Amazônia, depois reservadamente, [ele] concorda conosco. Ela é muito grande. O Brasil é um exemplo para a preservação ambiental do mundo todo. Temos pela frente a questão de energia limpa, como a eólica.”

Segundo o presidente brasileiro, Biden se comprometeu a colaborar com a manutenção da democracia e da liberdade.

“Na reunião reservada, que é segredo de Estado obviamente, ele se comprometeu a colaborar conosco, assim como as nações civilizadas fazem, para o bem dos nossos povos, e a manutenção da democracia, da liberdade. […] Comungamos da mesma percepção. Ficou bom para ele e ficou bom para mim.”

CNN Brasil



postado às 09h15 | 31 de maio de 2022

FLIGOSTOSO 2022 SUPERA EXPECTATIVAS DE ORGANIZADORES

A 2ª. EDIÇÃO DO FESTIVAL LITERÁRIO DE GOSTOSO – FLIGOSTOSO 2022 superou todas as expectativas dos organizadores. O evento realizado entre os dias 27 e 29 de maio em São Miguel do Gostoso reuniu escritores, estudantes, professores, autoridades e público em geral para ocupar diversos espaços da cidade com palestras, oficinas, lançamentos de livros, exposição, feira literária mostrando além da importância da produção literária potiguar, o volume de obras e autores. Para o jornalista e pedagogo Heldene Santos, um dos idealizadores do festival, foi uma grande surpresa. A estimativa de público é de 3.400. “A gente não esperava tamanha procura pelo evento. No projeto inicial do Festival tínhamos a intenção de lançar pelo menos 3 obras e acabamos lançando 34 livros na programação do Festival e pelo menos 55 autores passaram por aqui debatendo e trocando experiências. Foram três dias de muitas e boas descobertas”, comemora Santos.
 
Nos debates promovidos durante o Festival Literário, destaque para a questão racial e indígena. A narrativa do folclorista Luiz da Câmara Cascudo de que os povos originários aqui no Rio Grande do Norte foram completamente dizimados foi rebatida pelo Cacique da tribo de índios potiguara, Luiz Catu. Eles moram nas proximidades do rio Catu, em trechos fronteiriços entre os municípios de Canguaretama e Goianinha, região sul do Rio Grande do Norte e denunciaram o descaso com as comunidades indígenas do estado: “Existem 16 aldeias no Rio Grande do Norte e nenhuma terra indígena demarcada. Dizem que nós fomos assassinados. Então eu e meus irmãos são o que? Nós estamos vivos, e mais que falar sobre os índios, nós precisamos mostrar que estamos vivos e que essa terra é nossa. Nós já estávamos aqui”, desabafou o líder indígena.
 
O evento também contou com apresentações artísticas de música, circo e artes plásticas, mas sempre fazendo conexões com a literatura nas suas mais diversas formas.
 
Muitas editoras também estiveram presentes e a comercialização de livros também surpreendeu, como conta o outro organizador Tiago Luciano: “Foi muito bom para todos. Mesmo nesses tempos de tanta tecnologia, Internet e smartphones, nós vimos crianças e adolescentes descobrirem os livros e comprarem na feira, além dos pais também. Acabou movimentando a economia dentro e fora do evento também com pousadas e restaurantes da cidade em plena baixa estação e nem chuva atrapalhou tanto”, conta Luciano.
 
A importância do evento para o Turismo também foi marcada pela presença de autoridades do setor como a secretária Estadual de Turismo, Ana Maria da Costa, o presidente da EMPROTUR RN, Bruno Reis e representando e Fundação José Augusto, o escritor e poeta Aluízio Mathias. Também esteve presente o vice-prefeito de São Miguel do Gostoso, João Eudes.
 
O evento contou com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, através da Lei de Incentivo à Cultura, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal e o apoio do Governo do Estado do RN e da Prefeitura Municipal de São Miguel do Gostoso.



postado às 09h15 | 31 de maio de 2022

Detran/RN inicia emissão de modelo mais seguro de CNH na próxima quarta-feira

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) começa a emitir, a partir da próxima quarta-feira (1º), um novo modelo de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). A mudança amplia a segurança do documento com uso de tinta que brilha no escuro, holograma e impressão reativa a luz ultravioleta, seguindo o que determina a resolução número 886 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de dezembro de 2021.

O coordenador de Habilitação de Condutores do Detran, Jonas Godeiro, explicou que o processo de impressão de CNH será suspenso nesta segunda-feira (30) e na terça-feira (31), com o objetivo de ajustar o sistema do Detran/RN com o do Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) para começa a operar imprimindo o novo modelo gráfico de CNH na quarta-feira (1º).

“Estamos fazendo uma parada técnica somente no setor de emissão de CNH impressa para que o novo modelo seja inserido e possamos iniciar a impressão deste documento, que agora se torna mais seguro, dificultando a falsificação e facilitando a identificação da originalidade da CNH”, explicou Jonas.

Jonas Godeiro ainda lembrou que as CNHs no modelo antigo continuam valendo de acordo com a data legal impressa no documento, sendo apenas alterada para o novo modelo no momento em que o condutor for realizar a renovação ou outro serviço que exija uma nova emissão da CNH. “Não há necessidade de mudança da CNH antiga para a nova enquanto a primeira estiver com data de validade em dia”, completou o coordenador.

Entre as principais mudanças, a nova CNH trará uma coluna com a categoria, imagem (silhueta) do automóvel e a indicação do condutor se está apto a dirigir aquele tipo de veículo. É possível identificar se o condutor tem apenas permissão para dirigir, por meio da letra "P", ou se já possui CNH definitiva, com o uso da letra "D". O modelo vai mostrar se o condutor utiliza a CNH para atividade remunerada, ou seja, a trabalho, e terá um campo para apresentar possíveis restrições médicas.

A nova CNH mantém o QR Code, já disponível nos documentos emitidos a partir de 2017. O código vai armazenar todas as informações do documento, inclusive a fotografia do condutor, com exceção da assinatura do motorista. Será impressa nas cores verde e amarelo com assinatura na parte inferior da foto do condutor. A alteração atinge todo o país.

Em relação aos prazos de validade da CNH, não houve nenhum tipo de alteração, permanecendo o prazo de dez anos de validade para condutores com idade inferior a 50 anos, cinco para dos condutores com 50 a 69 anos de idade e três anos para aqueles com idade superior a 70 anos.



AUTOR

Saul Amorim