BLOG - Arquivo SA

postado às 09h00 | 24 de junho de 2022

Vereadores aprovam projeto que obriga prestação de contas de centros desportivos

Em segunda discussão, a Câmara Municipal de Natal aprovou durante a sessão ordinária desta quarta-feira (22) uma proposição do vereador Anderson Lopes (Solidariedade) que dispõe sobre regulamentação da prestação de contas dos centros desportivos municipais. De acordo com a iniciativa, ficam obrigados os administradores dos centros que gerenciem verbas recebidas pelo poder público ou pela comunidade em ações coletivas ou individuais, a prestarem contas dos valores arrecadados e gastos. 

Nas prestações de contas devem constar as receitas recebidas com a fonte pagadora, as despesas previstas com indicação dos contratados, as notas fiscais referentes às despesas realizadas, o saldo em caixa, contas a pagar e dívidas do Centro Desportivo, se houver. Em sendo punida a entidade por falta de prestação de contas, fica suspenso o responsável pela suas funções administrativas enquanto perdurar a sanção.

"Assim, é dever dos responsáveis pela administração desses centros a prestação de contas dos valores aplicados nas entidades, isto para garantir uma administração limpa, transparente e honesta, garantindo a aplicação de cada centavos recebido de forma correta. Com isso, a população terá um serviço de qualidade, que garanta acesso a lazer e esporte para os moradores dos bairros", defendeu o vereador Anderson Lopes.

Também em segunda discussão, o plenário deu parecer favorável a uma matéria de autoria da vereadora Ana Paula (Solidariedade) que institui a “Campanha Desapego Consciente”, destinada a arrecadar doações de materiais reutilizáveis para famílias carentes da capital potiguar. "A intenção é promover uma educação ambiental duradoura na sociedade, através do descarte consciente de objetos em adequadas condições de reutilização, além de evitar desperdício e a geração de lixo no meio ambiente", explicou Ana Paula ao fazer uso da palavra.

Por fim, os parlamentares aprovaram dois projetos em primeira discussão: PL 94/2019, do vereador Bispo Francisco de Assis (Republicanos), que institui o Dia Municipal contra o Feminicídio no âmbito municipal, visando a conscientização dos alunos da rede pública de ensino, bem como da população em geral, e o PL 410/2021, do vereador Chagas Catarino (PSDB), sobre a publicação de coletânea das leis vigentes em defesa dos animais. 



postado às 09h00 | 24 de junho de 2022

Seu filho está síndrome respiratória? A telemedicina do Hapvida pode te ajudar

O início do ano, em vários estados brasileiros, é marcado pelas mudanças climáticas. Com a quantidade excessiva de chuvas e calor, surgem as chamadas síndromes respiratórias. Os adultos e, principalmente, as crianças são as principais vítimas, na mira das viroses.

A médica infectologista do Sistema Hapvida, Silvia Fonseca, explica que a questão mais importante nesse momento de períodos chuvosos é entender que as infecções virais são comuns, pouco graves e autolimitadas. Nos primeiros anos de vida, as crianças costumam ter várias viroses respiratórias por ano e isso acaba preocupando os pais. “Se a criança estiver com uma alimentação saudável, bem hidratada, com o sono regulado, uma higiene ambiental adequada e o cartão de vacina em dia, estes episódios vão ser bem mais limitados e menos impactantes para a criança”, orienta.

Outras medidas preventivas podem ser seguidas como usar roupas adequadas, evitar horários e locais com aglomeração de pessoas como parques e shoppings, limpeza do ar-condicionado, ventiladores e filtros de ar com frequência. Em crianças alérgicas, evitar contato com carpetes e tapetes, por serem mais vulneráveis aos ácaros. E, claro, usar álcool gel e fazer higienização das mãos várias vezes durante o dia.

O Sistema Hapvida disponibiliza o serviço de telemedicina que funciona como uma “Clínica Digital”, sendo uma nova estratégia para facilitar o acesso às consultas programadas, evitando assim, que os pacientes procurem somente as unidades físicas de saúde. A plataforma pode auxiliar bastante, principalmente, a vida dos pais com filhos doentes.

Para Dr. Luciano Cunha, diretor Médico de Saúde Digital, a telemedicina oferece também mais conforto e segurança ao beneficiário, que pode ter acesso, de qualquer lugar, a consulta médica, a avaliação de sintomas e, se necessário, a receita médica e o atestado. Podem ser realizadas até novas consultas para o acompanhamento da evolução do paciente. “Quando os sintomas são muitos graves, as pessoas devem buscar uma unidade hospitalar, caso contrário, por meio da teleconsulta, o médico vai avaliar o paciente e solicitar, se preciso, que vá até uma unidade para um tratamento mais específico. Isso evita a ida desnecessária a uma emergência quando apresentam sintomas leves que podem ser tratados em casa”, enfatiza.

São 26 especialidades, como clínica médica, pediatria, gastroenterologia, infectologia, hematologia, nefrologia, neurologia, psiquiatria, endocrinologia, psicologia e nutrição, 24 horas por dia.

A funcionalidade está disponível para os clientes do Sistema Hapvida, por meio do site: https://www.hapvida.com.br/teleconsulta

Como funciona

Após o login no Portal, basta escolher a opção desejada. Pela plataforma, o cliente tem acesso ainda à receita, atestado, prescrição de exames de sua consulta realizada. Também é possível avaliar a consulta, no fim do atendimento.

Sobre o Sistema Hapvida
 
O Hapvida é o maior sistema de planos de saúde e odontológicos do Brasil em número de beneficiários. Em 2022, a combinação de negócios do Sistema Hapvida com o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) resultou na criação de uma das maiores operadoras de saúde verticalizadas do mundo, com cerca de 15 milhões de clientes e 18% de participação de mercado em planos de saúde. Tanto o Hapvida quanto o GNDI participaram intensamente da consolidação do mercado de saúde nos últimos anos através de uma combinação de crescimento orgânico e aquisições. A companhia possui mais de 66 mil funcionários, cerca de 27 mil médicos e 33 mil dentistas. Com a missão de garantir o acesso a saúde de qualidade a um custo eficiente, a empresa comercializa planos de saúde e odontológicos e presta serviços através de rede assistencial própria composta por 84 hospitais, 75 prontos atendimentos, 294 clínicas médicas e 262 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial. Para mais informações, acesse: hapvida.com.br e ri.hapvida.com.br.

 



postado às 09h00 | 24 de junho de 2022

Agricultura familiar:volume de vendas na Feira Nordestina ultrapassou R$ 600 mil

Muito mais do que café, almoço e janta, a 1ª Feira Nordestina da Agricultura Familiar e Economia Solidária (FENAFES) – realizada em Natal (RN), de 15 a 19 de junho no Centro de Convenções - comprovou que o movimento camponês tem outras riquezas para ofertar à sociedade. Conhecimento, tecnologia, respeito ao meio ambiente e às diferenças, partilhas, trocas, saberes, sabores e, claro, trabalho, emprego e renda por meio de um dos modos de produção mais remotos da humanidade: a agricultura familiar. No total, cerca de 100 atividades, contando as atrações culturais, mobilizaram um público estimado de pelo menos 20 mil pessoas.  Em cinco dias de evento, o faturamento bruto contabilizado nos estandes e na vila gastronômica excedeu a cifra de R$ 600 mil entre produtos frescos, beneficiados, alimentos processados e prontos para consumo.

“A realização da primeira edição da Feira Nordestina da Agricultura Familiar, aqui em Natal, é um marco porque na contramão do que o governo federal vem fazendo, que é o desmonte das políticas públicas dessa área tão importante, o Rio Grande do Norte e o Nordeste estão investindo, estão implementando ações políticas na direção do fortalecimento da agricultura familiar. Um governo comprometido em combater a desigualdade social, que tem compromisso em garantir a segurança alimentar, faz o que o governo do Rio Grande faz e os demais estados do Nordeste estão fazendo: investindo em ações concretas e é isso o que expressa a Feira Nordestina”, declarou a governadora Fátima Bezerra.

Durante a Feira, o Governo do RN entregou o veículo tipo van que funcionará como a Feira Móvel (administrada pela UNICAFES-RN) e 40 certificados de produção agroecológica, em parceria com a Rede Xique-xique por meio do projeto de Certificação Participativa financiado pelo Estado. Também foram oficializados os lançamentos das cervejas Anacardia e Cajanas (produzidas pela cervejaria Bacurim em parceria com UNICAFES-RN, com insumos de frutas nativas potiguares, caju a cajarana), e da série Vozes do Semiárido (disponível no Youtube), sobre a qual a governadora citou que o projeto, executado pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), em parceria com Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (SEDRAF), reforça a importância dos homens e das mulheres do campo, e também da sociedade civil organizada comprometida com o setor, como é o caso do cooperativismo, representado por entidades como o Sistema OCERN – Organização das Cooperativas do RN, uma das apoiadoras do evento.

A FENAFES contou com a participação do governador e presidente do Consórcio Nordeste Paulo Câmara (PE), da governadora Regina Sousa (PI), da vice-governadora Eliane Aquino (SE) e da presidente da Fundação Oswaldo Cruz, Nísia Trindade. Estiveram presentes mais de 200 gestores(as) que trabalham com temas pertinentes à agricultura familiar no Nordeste, como agroecologia, acesso à terra e convivência com o semiárido.

Foram inscritas 2.086 mil pessoas nas atividades formativas, recebemos caravanas que totalizaram mais de 2 mil agricultores potiguares para visitar a Feira, que contou com a participação de instituições e movimento sociais nacionais como FIOCRUZ, Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Confederações Nacional dos Trabalhadores na Agricultura e na Agricultura Familiar (CONTAG e CONTRAF), Marcha Mundial das Mulheres, Articulação do Semiárido Brasil (ASA), Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), e agências de cooperação como o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e o Associação Internacional para Cooperação Popular (IAPC).

REMÉDIO CONTRA FOME

Coordenador da Câmara Temática e do Fórum Eugênio Peixoto de Gestores(as) da Agricultura Familiar do Nordeste, o secretário Alexandre Lima (SEDRAF) reafirmou a importância da 1ª FENAFES no contexto em que o Brasil estima que uma população de 33 milhões de pessoas passa fome, ao mesmo tempo em que o agronegócio ganha espaço no Governo Federal. “Em todos os momentos históricos que a agricultura familiar foi chamada para combater a fome, ela respondeu por ser um elemento importante de superação desse problema. Mas, infelizmente a situação atual é de um total desmantelamento das políticas públicas de fortalecimento da agricultura familiar. No entanto, no Nordeste, existe uma resistência dos governos regionais, que já estão se articulando em torno do programa unificado que tem a centralidade na agricultura familiar”, disse.

O gestor reforça que parte da solução para superação da fome está no fortalecimento deste importante segmento, que produz mais de dois terços dos alimentos que chegam à mesa da população brasileira. E é nesse contexto, segundo ele, que a articulação entre os estados nordestinos reafirma sua importância estratégica. “O Consórcio Nordeste é um elemento novo que dá liga à problemática regional. Então, o que era pensado separadamente, hoje é de forma articulada, sendo o contraponto ao completo desmantelamento das políticas públicas nacionais, que estão fragmentadas. O Consórcio vai na contramão e na resistência para expressar, de forma muito clara, que é possível sim fazer as coisas e melhorar a vida do povo”.

ENCONTRO DE NEGÓCIOS

A Feira Nordestina foi uma co-realização do Governo do Estado Rio Grande do Norte e a União das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do RN – UNICAFES-RN, voltada ao fomento e à valorização da agricultura familiar nordestina. Os nove estados nordestinos marcaram presença, e trouxeram produtos que confirmam a diversidade da região. Presidente da entidade no estado, Fátima Torres destacou a realização de dois Encontros de Negócios que uniram cooperativas e representantes de Associação dos Supermercados do RN (Assurn).

“As redes de supermercado participantes já sinalizaram interesse na aquisição de mel e ovos caipiras do RN e do açúcar demerara de Alagoas. E nós, representando a UNICAFES, aproveitamos para adquirir vegetais dos expositores de outros estados e também ficamos com todo o estoque que sobrou da cooperativa Terra Livre, de cereais e alimentos processados como farinha láctea, achocolatado, sucos orgânicos, entre outros”, disse.

Todos os pavilhões estavam recheados de produtos da agricultura familiar, comercializados segundo preceitos da economia solidária, que prevê o acesso justo ao mercado. Chocolate e café; queijos e seus derivados; cervejas, cachaças e polpas de frutas; castanhas, amêndoas, biscoitos, além do artesanato de fibras vegetais variadas. Também teve troca e venda de sementes crioulas e mudas de plantas cultivadas nos quintais produtivos.  

Além da SEDRAF, o Governo do RN esteve representado pelo projeto Governo Cidadão, que financia a inclusão produtiva e fomenta a agricultura familiar potiguar, e investiu na estrutura do evento o valor de R$ 640 mil, fruto do acordo de empréstimo com o Banco Mundial; Secretaria de Estado do Trabalho, Habitação e Assistência Social (SETHAS), que organizou o pavilhão da Economia Solidária; Instituto Técnico de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER-RN), que esteve presente na organização do evento principalmente no aspecto técnico e nutricional; Fundação José Augusto/SEEC (organizou toda a programação cultural e, diga-se de passagem, um sucesso de público e crítica); e Agência de Fomento (AGN), Instituto do Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA) e Empresa de Pesquisa Agropecuária (EMPARN).

O evento teve ampla cobertura por meio de gestão integrada de comunicação, que envolveu assessorias públicas, institucionais e de movimentos sociais, e também da imprensa regional, nacional e internacional.

SERVIÇO: Consuma produtos da agricultura familiar e ajude a fomentar esse vasto mercado.

 NATAL (RN) - Mercado da Agricultura Familiar - 6h às 14h (esquina das avenidas Jaguarari e Capitão-mor Gouveia);  Feira do Centro Administrativa (toda quarta-feira, das 7h às 17h), e fique de olho no calendário da Feira Móvel. Siga @mercadodaagriculturafamiliar. Nas demais cidades do estado, visite feiras agroecológicas e lojas de cooperativas.

FOTOS: JOANA LIMA (FJA/SEEC), JOAO VITAL E VLADEMIR ALEXANDRE (PROJETO GOVERNO CIDADÃO) 



postado às 07h45 | 21 de junho de 2022

Comissão de Justiça aprova projeto de combate à erotização infantil nas escolas

A Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final da Câmara Municipal de Natal realizou uma reunião nesta segunda-feira (20) para apreciar e votar projetos em tramitação. Assim, a pauta do colegiado foi zerada, com a totalidade dos textos analisados e encaminhados. Destaque para o parecer favorável ao texto de autoria do vereador Kleber Fernandes (PSDB) sobre a inclusão de medidas para conscientização, prevenção e combate à erotização infantil nas Escolas da Rede Pública do Município.

De acordo com o texto, as escolas deverão, por meio de suas diretorias, órgãos internos, adotar medidas de conscientização, prevenção e combate à prática de exposição prematura de conteúdos e estímulos a crianças que ainda não têm maturidade suficiente para compreensão e elaboração de tais ações.

"Para tanto, a proposta é capacitar docentes e equipe pedagógica para a implementação das ações de discussão e orientação sobre erotização infantil para que possam lidar com as situações cotidianas sobre a temática, além de envolver as famílias no processo. Dito isso, acredito que essa iniciativa chega para defender as crianças da nossa cidade e, por este motivo, dei parecer favorável", defendeu a relatora da matéria, vereadora Camila Araújo (União Brasil).

Em seguida, aconteceu a aprovação de uma proposição do vereador Preto Aquino (PSD) que dispõe sobre o remanejamento provisório do servidor público municipal acusado de violência doméstica e familiar contra a mulher, e crimes correlatos, das funções que envolvam deslocamento, patrulhamento, ronda e afins. "Esta lei visa defender as mulheres que são vítimas de violências na capital potiguar", afirmou Preto.

Na pauta do meio ambiente, foi acatado pelo colegiado um projeto encaminhado pelo vereador Milklei Leite (PV) que institui no calendário oficial do município o Dia Municipal da Reciclagem, a ser comemorado, anualmente, no dia 17 de maio. A intenção é criar instrumentos de conscientização junto à população para a redução do desperdício, reutilização de bens materiais e reciclagem de materiais de forma correta, levando em conta as questões ambientais. Dentro do mesmo tema, também passou um texto do vereador Luciano Nascimento (PTB) que cria o Programa de Aproveitamento do Lixo Verde, proveniente da poda de árvores.

Destaque ainda para o parecer favorável ao projeto do vereador Aroldo Alves (PSDB) que concede às doadoras de leite materno, isenção de pagamento de taxa de inscrição em concurso para provimento de cargo, emprego ou vaga na Administração Pública Municipal. O benefício será direcionado para as candidatas que tenham doado leite materno três vezes nos doze meses anteriores à publicação do edital do certame.



postado às 09h45 | 20 de junho de 2022

Tecnologia inovadora que beneficia ambiente corporativo chega ao RN

O armazenamento e compartilhamento de arquivos pesados faz parte da rotina de muitos trabalhadores. Assim, uma internet de alta performance viabiliza a execução das demandas cotidianas de organizações, como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Natal). Segundo Maria Luisa Fontes, vice-presidente da entidade, o ambiente corporativo, sobretudo, demanda uma boa conexão: "Diariamente, trabalhamos com documentos pesados que demandam agilidade. Sem internet funcionando bem, nosso trabalho é prejudicado".

Ainda de acordo com a advogada, uma tecnologia eficaz dá celeridade e potencializa resultados. "Não podemos correr o risco de o sinal falhar durante reuniões importantes, por exemplo. Isso seria amador. No mundo corporativo, uma segunda chance é difícil de acontecer, temos de estar prontos em todas as oportunidades", ressalta.

Uma das tecnologias aliadas do mundo corporativo é o Giga ZAZ, que acaba de chegar ao Nordeste, exclusivamente ao Rio Grande do Norte, por meio da ZAZ, empresa referência em serviços de internet, telefonia fixa e TV por assinatura no RN. A nova tecnologia é quatro vezes mais rápida que a tecnologia mais comum no mercado atual. Assim, deve tornar-se a principal tecnologia do país nos próximos dois anos.

Para Karllos Ivan, diretor da ZAZ, o Giga ZAZ "está a serviço de quem deseja e precisa de mais internet", principalmente para o ambiente corporativo, visto que oferece alta velocidade, mais elevada estabilidade da rede e tecnologia que permite a simetria de velocidade entre download e upload.

Karllos diz que a tecnologia inovadora se revela uma excelente opção para empresas de médio e grande porte, escritórios de advocacia e contabilidade, além de laboratórios de imagem e clínicas, por exemplo. Ademais, "é indicada para pessoas que trabalham em home office, gamers e pessoas high-techs com interesse em inovações e serviços de alta performance", detalha.



postado às 09h45 | 20 de junho de 2022

Projeto arrecada alimentos e insumos para famílias carentes em Natal

Dados recentes levantados pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan) mostram que 33,1 milhões de pessoas passam fome, hoje, no país. Diante dessa cruel realidade, estudantes do curso de Gastronomia da Universidade Potiguar (UnP), em Natal, promovem o projeto ‘Fome pede Pressa’ em parceria com a Sociedade de Obreiros que Partilham o Amor – ‘S.O.P.A.’. A união entre as campanhas tem como objetivo arrecadar doações para pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar grave.

Os projetos recebem, até 20 de junho, doações de alimentos não perecíveis, proteínas, embalagens e quantias financeiras. É possível deixar as doações nas três unidades da UnP, em Natal - Salgado Filho, Roberto Freire e Zona Norte – que dispõem de pontos de doação na recepção.

Segundo Warison Albino, docente de Gastronomia da UnP e coordenador do ‘Fome pede Pressa’, as campanhas buscam apoiadores para a confecção de cestas básicas. “Precisamos, sobretudo, de parceiros que nos ajudem na distribuição dos alimentos, o que demanda embalagens e demais materiais para montagem das cestas”, explica professor.

Ainda de acordo com ele, foram distribuídas, na última ação, em maio deste ano, dezenas de litros de sopa. “Produzimos 86 litros de sopa com insumos das nossas aulas práticas e destinamos a pessoas em situação de rua. Nosso projeto contou com a costumeira parceria do ‘S.O.P.A.’, que levou adiante a distribuição com auxílio dos nossos alunos membros ‘Fome pede Pressa’”, conta Warison.

As ações do curso de Gastronomia da UnP voltadas ao combate à fome fazem parte de uma articulação nacional encabeçada pelo ecossistema da Ânima Educação, da qual a universidade faz parte. O principal objetivo da campanha é alertar a sociedade acerca da problemática da insegurança alimentar no Brasil, que atinge 15,5% da população.

 



AUTOR

Saul Amorim