Arquivo SA

Postado às 11h00 | 21 agosto 2019 |

Tirol Office investe em ampliação de espaços para coworking

Interação é a palavra que melhor define um modelo de trabalho que a cada dia ganha mais adeptos: o coworking. Esse estilo se baseia no compartilhamento de espaço e recursos de escritório, reunindo os mais diversos tipos de profissionais que podem formar uma rede de contatos para negócios, o chamado networking. Em Natal, o escritório Tirol Office, na avenida Afonso Pena, já oferece esse serviço. A novidade é que isso será ampliado com a construção de mais uma unidade, prevista para inaugurar em fevereiro de 2020.

O novo escritório, que também vai se chamar Tirol Office, vai ficar em uma localização privilegiada, na avenida Jaguarari, no bairro de Lagoa Nova. O local vai oferecer 14 estações de trabalho de coworking, com o diferencial de um espaço para pequenas reuniões.

“O nosso cliente agora vai ter dois escritórios de trabalho. Vai poder utilizar as dependências do Tirol e de Lagoa Nova. Se ele já tinha uma interação, agora ele vai conseguir ainda mais. O cliente vai poder abrir uma empresa na Jaguarari, por exemplo, e agendar uma reunião na Afonso Pena’, explicou o proprietário do Tirol Office, Augusto Cunha Lima. O escritório de Lagoa Nova ainda vai contar com 15 salas com ocupação fixa e rotativa. “Esse é o modelo de trabalho do futuro”, afirmou.

O advogado Alberto Farias utiliza o serviço de coworking no Tirol Office e aponta várias vantagens desse tipo de trabalho. “O custo fixo de um espaço compartilhado é muito menor do que se eu estivesse alugado uma sala. Aqui eu tenho uma boa conexão de internet, tem a recepção, a caixa postal, a localidade é muito boa também”, elencou Alberto Farias.

Quem também usa o espaço é o advogado Judson Solano, que já teve escritório, mas preferiu migrar para o coworking. “Aqui eu produzo da mesma forma que eu produzia antes. Sem contar que você tem à sua disposição salas de reunião, auditório, serviço de copa. Semanalmente eu faço reuniões aqui. Sem contar que eu não me preocupo em pagar contas, funcionários, resolver demandas administrativas. Sobra muito mais tempo para o meu trabalho como advogado”, ressaltou.

Postado às 10h45 | 21 agosto 2019 |

Detran retoma leilões na próxima terça-feira com 326 veículos para lances

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) retomou o cronograma de leilões de veículos apreendidos e não reclamados por seus proprietários do prazo de 60 dias, como determina a lei Federal 13.160/2015. A nova hasta pública está programada para acontecer na próxima terça-feira (27), às 10h, no Rifóles Praia Hotel, situado na Praia de Ponta Negra, na Via Costeira de Natal. Serão leiloados 326 lotes compreendendo carros, motocicletas e sucata.

Na sexta-feira (23) e segunda-feira (26), os interessados podem visitar os veículos que vão a leilão no horário das 8h às 14h, no pátio do Detran, localizado na Rua Bom Pastor, 1222, no bairro da Quintas, em Natal (Antigo galpão da Viação Guanabara). A visitação é permitida exclusivamente para avaliação visual dos lotes, sendo proibido quaisquer outros procedimentos como manuseio, experimentação e retirada de peças dos veículos.

Nos primeiros quatro meses deste ano o Detran levou a leilão 800 veículos, sendo um total de 521 motocicletas, 27 carros e 252 automóveis destinados a sucata. O valor dos arremates chegou próximo de R$ 1,3 milhão, sendo esse montante utilizado para custeio com a realização do leilão, despesas de remoção e pátio, para pagar impostos atrasados e multas, e havendo saldo remanescente é repassado ao proprietário do automóvel leiloado.

Para participar do leilão o cidadão deve se cadastrar bastando comparecer ao local do evento levando a documentação exigida, sendo pessoal física, deve apresentar RG, CPF e comprovante de residência, e sendo pessoa jurídica, o contrato social e CNPJ da empresa. A participação também pode ser feita de forma online, bastando que o interessado tenha seu cadastro validado antes de iniciar o leilão, devendo ainda obedecer às exigências cadastrais especificadas no endereço eletrônico: http://www.lancecertoleiloes.com.br/cadastro.

O candidato que for responsável pelo arremate de qualquer bem deve assinar um comprovante de arrematação contendo número, valor e descrição do lote, como também efetuar o pagamento de sinal correspondente a 20% do valor do lote adquirido e após a data do pregão, em até três dias úteis, concluir a compra quitando os 80% que restarão. O custo de cada lote arrematado deve ser acrescido de 5%, referente à comissão do leiloeiro, além de 0,90% de ICMS, se o veículo for de circulação, ou 18% se o lote for destinado à sucata.

Deverá o arrematante custear ainda licenciamento, IPVA, Seguro DPVAT, tudo que envolva a transferência de propriedade, mudança de município, referente ao exercício de 2019. Já a sucata, o arrematante tem somente a obrigação de pagar as baixas da sucata e de gravame (caso haja), não pagando nenhuma outra taxa ao Detran. Nesse último caso, a arrematação dos veículos classificados como "Sucata" fica restrita as empresas de desmontagem registradas perante o órgão executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal em que atuar, conforme o Artigo 3º da Lei Nº 12.977, de 20 de maio de 2014.

Outro ponto importante é que os veículos tipo ciclomotores que não estiverem devidamente emplacados somente serão liberados para retirada após o emplacamento, como determina a legislação vigente. Para isso o arrematante deve estar ciente que todas as custas que envolvam esse processo corre por sua conta.

O Edital com todas as informações do leilão, inclusive com a relação completa dos carros e motocicletas com imagem e as especificações de marca, placa, ano de fabricação e valor inicial do bem podem ser conferidas clicando no link: https://www.lancecertoleiloes.com.br/leilao/270819VE.

Postado às 10h30 | 21 agosto 2019 |

Auditoria da Arena das Dunas apresenta resultados e economia

Passado 90 dias da instalação da auditoria no contrato de concessão da Arena das Dunas, a força tarefa formada pela Controladoria Geral do Estado e o mandato do deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL) apresentou os primeiros resultados da análise contratual.  Durante a auditoria, foi percebido que o pagamento feito para uma empresa, responsável por verificar relatórios de manutenção e melhorias realizadas na Arena, estava sendo feito apenas pelo governo do estado, quando o contrato deixava claro que essa era uma responsabilidade do consórcio que administra o estádio. O encaminhamento da auditoria é que o Consórcio deve ressarcir o governo do RN pelo valor pago até hoje para essa empresa verificadora.

As análises dos contratos demonstraram que a responsabilidade pelo pagamento da empresa verificadora era do Consórcio, e que o governo do estado apenas deveria complementar o valor a ser pago caso esse ultrapassasse os 10 mil reais mensais. Mas, nos últimos anos, o pagamento foi realizado integralmente pelo governo do estado. Assim, por meio do Ofício n° 164/2019, a Auditoria já orientou a SEPLAN a cumprir a cláusula contratual referente a esse pagamento. Isso significa dizer que, a partir de agora, deverá ser realizado um desconto de R$ 10 mil por mês na fatura da Arena, correspondente a retribuição do "Verificador Independente", o que pode gerar uma economia para o Estado de R$ 420 mil até 2022.

Além disso, também foi realizada a renegociação do contrato dessa empresa verificadora independente, o que garantiu uma redução de 20% do valor mensal a ser pago para a empresa, resultando numa redução de até 300 mil reais até 2022. A soma total desses dois valores representa a redução do repasse em até R$ 700 mil reais dos cofres do governo do Estado para a administração da Arena das Dunas. 

A Auditoria terá seu tempo prorrogado e continua seus trabalhos. A previsão é de até setembro um relatório final seja apresentado, com resultados ainda mais densos sobre os valores pagos pelo governo ao Consórcio Arena das Dunas.

Postado às 10h30 | 21 agosto 2019 |

Antecipar orçamento de reforma garante preços mais baixos na hora das compras

Faltam quatro meses para as festas de fim de ano e muita gente já começou a pensar na reforma da casa e do apartamento. Mas para que as mudanças no ambiente residencial saiam das ideias e se concretizem, é necessário planejamento. E esse é o melhor momento para fazer isso. Além de ter mais tempo para pensar a obra, é também um período propício a promoções que podem deixar o preço dos materiais bem mais em conta.

A arquiteta Samara Gosson explica por que é fundamental pensar numa reforma desde já. “O mais importante em planejar uma reforma é poder fazer um trabalho preciso, sem desperdício ou mudanças inesperadas. Além da redução de custo, é possível fazer uma programação e ainda dividir a reforma em módulos, de modo que tudo possa ser executado em sintonia e sem comprometer o orçamento”.

Em tempos de dinheiro curto, nada melhor do que aproveitar esse tempinho extra para pechinchar. A pesquisa de preço é um elemento muito importante para que a reforma saia do papel e não se transforme em uma dor de cabeça. “Nesse período são comuns promoções e condições especiais, facilitando o orçamento e possibilitando, muitas vezes, até a ampliação da reforma. Fica mais fácil também para seguir um cronograma, escolher os revestimentos certos, sempre aproveitando as oportunidades. Uma loja especializada, como O Borrachão, oferece essa assistência diferenciada ao cliente”, destacou a diretora de relacionamento do O Borrachão, Renalle Diniz Costa Gurgel.

A pesquisa também é fundamental para a escolha dos melhores produtos. “Muitas vezes, o projeto pode ser modificado em virtude de uma promoção onde o cliente poderá usar um produto que antes era inviável economicamente. A evolução tecnológica destes produtos é muito rápida. Todos os dias surgem novidades com melhor desempenho e preços animadores’, explicou a arquiteta.

Escolher bons profissionais e fornecedores também são pontos primordiais para a execução de um bom serviço. “É de fundamental importância o acompanhamento de um arquiteto na orientação das escolhas dos materiais e de um engenheiro para a execução correta da obra. Não adianta escolher um material bom, que não seja o adequado para o local, nem tão pouco esteja bem instalado”, reforçou Sama Gosson. “O cliente deve avaliar bem as empresas que estão ofertando os produtos, se ela tem bons parceiros e fornecedores, para que ele possa fazer um investimento seguro, sem se arrepender depois”, aconselhou a diretora do O Borrachão.

Postado às 08h15 | 21 agosto 2019 |

Novo presidente da Emprotur se reúne com trade turístico do estado

Bruno Reis tem vasta experiência no turismo nacional já tendo atuado no aeroporto Riogaleão e na Embratur  

Bruno Reis em reunião com o trade.jpeg

 A secretária de Turismo, Aninha Costa, convocou na tarde de ontem (19) o trade turístico do estado para reunião na qual apresentou oficialmente o novo presidente da Empresa Potiguar de Promoções Turísticas (Emprotur), Bruno Reis.

É fundamental integrar Bruno, que vem com um excelente currículo nacional, com o trade do Rio Grande do Norte. A reunião de ontem foi prestigiada por diversos integrantes da cadeia do turismo dos cinco polos do nosso estado”, pontuou a titular da Setur/RN, Ana Maria da Costa.  

 O encontro aconteceu no Centro de Convenções de Natal e foi uma oportunidade para apresentar aos presentes às estratégias comerciais e de marketing que serão executadas em 2019/2020.

Temos um potencial competitivo enorme e que precisa ser consolidado. O alinhamento de todos os setores do turismo do estado é imprescindível para que a estratégia traçada funcione a médio e longo prazo”, destacou o novo presidente da Emprotur, Bruno Reis.

Com presença de representantes dos cinco polos turísticos do estado, a reunião foi finalizada com um game de perguntas sobre o turismo no RN, avaliando o conhecimento dos presentes acerca da atividade na qual estão inseridos, evidenciando os pontos que precisam ser melhor trabalhados.

A secretária de turismo do município de Tibau do Sul, Beth Bauchwitz, conhecia a capacidade e o excelente currículo do Bruno Reis. “Um profissional extremamente técnico que representa para o RN uma excelente aquisição. ontem eu estava acompanhada de hoteleiros de Pipa e saímos esperançosos que nasce uma nova Era no turismo potiguar, voltada para a inteligência comercial e o marketing inovador. Durante essa gestão Aninha já vem fazendo um excelente trabalho e, agora, Bruno agregará ainda mais, nós só temos a ganhar."

Postado às 09h15 | 20 agosto 2019 |

Em ações do MPRN, decisões judiciais garantem continuidade de serviços de saúde

Em duas ações civis públicas ajuizadas pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a Justiça potiguar deferiu os pedidos feitos pela 47ª Promotoria de Justiça de Natal. Na primeira decisão, expedida pela 6ª vara da Fazenda Pública, foram acolhidos integralmente os pedidos ministeriais para garantir a realização regular e contínua, em caráter de urgência, do procedimento litotripsia extracorpórea por ondas de choque, necessário em pacientes de médicos urologistas.

A decisão emitida nesta terça-feira (13) também determinou ao Estado que, no prazo de 15 dias, restabeleça os atendimentos aos pacientes com necessidade do procedimento, apresente a lista dos que estão em espera e elabore o cronograma de mutirão para atender, em até três meses, os pacientes que estão em fila, sem prejuízo dos novos que ingressarem na espera. Em caso de descumprimento, ficou estipulada multa diária e pessoal no valor de R$ 1 mil em desfavor do secretário estadual de Saúde.

Durante as investigações, o MPRN verificou a constante demanda reprimida de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que aguardam a realização de litotripsia extracorpórea por ondas de choque, sendo a Urocentro o único prestador do serviço no Estado. Apesar da realização de diversas diligências e mediação de tentativas de acordo entre a clínica e a administração pública, as partes não chegaram a um acordo sobre a ampliação do serviço ou ao valor por procedimento.

Na segunda decisão, expedida pela 2ª vara da Fazenda Pública de Natal, o Estado ficou obrigado a deixar praticar atos administrativos com a finalidade de fechar, transferir leitos ou equipamentos e desestruturar o serviço público de saúde prestado pelo Hospital Estadual Dr. Ruy Pereira dos Santos. 

A sentença também assegurou a manutenção dos serviços prestados no Hospital, sob pena de posterior bloqueio de verbas em caso de descumprimento. O secretário de Saúde tem cinco dias para providenciar o cumprimento dessa decisão.

Esta ação é fruto de atuação conjunta das 47ª e 42ª Promotorias de Justiça, da Defensoria Pública do Estado e do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte (Cremern).